domingo, 3 de julho de 2016

Os 4 tipos de cristãos que existem. Qual deles você é?

Apesar do termo cristão ser utilizado para designar aqueles que creem em Jesus Cristo, que reconhecidamente são discípulos Dele, não podemos negar que existem mais de um tipo de cristão no mundo. Hoje vamos analisar quatro tipos de cristãos que são encontrados aos montes nas igrejas. Dois desses tipos são o pior tipo, aquele tipo de cristão que chega até a causar desconfiança se realmente são cristãos de verdade. Um dos tipos está mais próximo do que é um discípulo de Jesus. E, finalmente, o último tipo expressa o que Deus deseja de um cristão verdadeiro. Em qual desses quatro tipos você se enquadra? Vejamos:

Para analisar esses quatro tipos de cristãos, iremos usar a conhecida história de Naamã que está registrada em 2 Reis 5:1-27. Esse texto conta a história de Naamã, comandante do exército da Assíria, homem bem-sucedido e importante diante de seu povo, mas que teve sua vida devastada pela lepra. Naamã, como tantas outras pessoas que estão ao nosso redor, precisava de Deus. Precisava ser alcançado. Precisava ser curado não só do corpo, mas da sua alma pecaminosa. Mas o que as pessoas a sua volta fizeram para abençoá-lo? Vejamos, pois essas pessoas representam os quatro tipos de cristãos que existem. Veja com qual grupo você se parece:

Os 4 tipos de cristãos que existem. Qual deles você é?

(1) Cristãos que não se envolvem com a obra de Deus

Esse grupo de cristãos é representado pelo rei de Israel mencionado no texto. Ao receber uma carta do Rei da Assíria, solicitando ajuda para curar Naamã da sua lepra, o rei de Israel declara: “Tendo lido o rei de Israel a carta, rasgou as suas vestes e disse: Acaso, sou Deus com poder de tirar a vida ou dá-la, para que este envie a mim um homem para eu curá-lo de sua lepra? Notai, pois, e vede que procura um pretexto para romper comigo” (2 Reis 5:7). Em outras palavras, o Rei de Israel estava dizendo que aquilo não era problema dele. Cada um com seus problemas! Esse rei representa aqueles cristãos que não têm misericórdia dos que sofrem, que sempre encontram desculpas para não ajudar, para não se envolver. Esses cristãos não querem saber do problema alheio, do que o outro passa e, mesmo que tenha condições de ajudar, não ajudam. Como o rei de Israel, sempre acham alguma desculpa para não servir ao próximo e a obra de Deus. São cristãos de nome, mas não seguem o caminho de Jesus. Você é esse tipo de cristão?

(2) Cristãos que só servem a Deus e ao próximo em busca de proveito próprio

Esse grupo de cristãos é representado pelo servo de Eliseu, Geazi. Após Naamã ser curado por Deus da lepra, e Eliseu ter recusado qualquer pagamento por esse milagre realizado por Deus na vida de Naamã, Geazi vê ali a oportunidade de ter algum proveito próprio, de tirar alguma vantagem da situação. Usa da mentira e da dissimulação para parecer espiritual e verdadeiro: “Ele respondeu: Tudo vai bem; meu senhor me mandou dizer: Eis que, agora mesmo, vieram a mim dois jovens, dentre os discípulos dos profetas da região montanhosa de Efraim; dá-lhes, pois, um talento de prata e duas vestes festivais” (2 Reis 5:22). Geazi representa o grupo de cristãos que só servem a Deus por interesse próprio, se receberem algo que querem em troca. Que estão na igreja apenas porque estão em busca de alguma vantagem pessoal. Esse grupo não está preocupado com as pessoas, com os que sofrem, mas apenas consigo mesmo, em obter seus próprios milagre ou mesmo obter alguma vantagem que alguém possa lhes dar em troca de alguma ajuda. Esse grupo dificilmente ajuda alguém ou servem a Deus se não tiverem a possibilidade de receber algo em troca, alguma vantagem especial. Você é esse tipo de cristão?

(3) Cristãos que não perdem a oportunidade de cumprir a missão de Jesus, mesmo que seja fazendo o mínimo que podem

Esse grupo de cristãos é representado pela menina israelita sem nome, que era escrava do povo Assírio e que estava servindo na casa de Naamã. Essa menina israelita, vendo que seu senhor estava leproso, poderia desejar a sua morte, poderia amaldiçoá-lo, dizer bem feito! Mas, não! Ela, mesmo sendo escrava, teve misericórdia, sentiu a dor dele, fez o que podia, algo mínimo, disse apenas uma frase, mas essa frase foi o que desencadeou a cura de Naamã: “Saíram tropas da Síria, e da terra de Israel levaram cativa uma menina, que ficou ao serviço da mulher de Naamã.Disse ela à sua senhora: Tomara o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra” (2 Reis 5:2). Essa menina representa o grupo de cristãos que estão envolvidos com a obra de Deus. Que mesmo às vezes tendo poucas possibilidades, fazem aquilo que podem, assumem a sua responsabilidade de abençoar. Servem a Deus mesmo longe dos olhos dos outros. Abençoam ao invés de amaldiçoar. São sal e luz na vida desse mundo e impactam o mundo de forma positiva, fazendo a obra do Senhor. Você é esse tipo de cristão?

(4) Cristãos que se colocam corajosamente na missão de restaurar vidas

Esse grupo de cristãos é representado pelo profeta Eliseu. Ao saber que o rei de Israel se desesperara com a carta que recebeu, que estava como um louco tirando seu corpo fora, Eliseu assumiu a responsabilidade pela missão de Deus de restaurar vidas. Ele assumiu o problema, atraiu para si a responsabilidade de tratar com o problemático Naamã: “Ouvindo, porém, Eliseu, homem de Deus, que o rei de Israel rasgara as suas vestes, mandou dizer ao rei: Por que rasgaste as tuas vestes? Deixa-o vir a mim, e saberá que há profeta em Israel” (2 Reis 5:8). Eliseu cumpriu sua missão, assumiu a sua responsabilidade de servo de Deus. Não fugiu do problemático Naamã, antes o abençoou. Deu a palavra de Deus a Naamã, não quis aparecer (2 Reis 5:10). Queria que a glória fosse toda de Deus. Não aceitou o pagamento que Naamã quis dar-lhe pelo milagre e focou na glória de Deus e na transformação de vidas. Eliseu representa um grupo de cristãos cada vez mais escasso. Aquele que não tem medo de atrair para si os problemáticos, que sabe que o Deus poderoso age e transforma e, por isso, trabalha como cooperador de Deus. Aquele que busca glorificar a Deus na realização na obra e não busca proveito próprio. Você é esse tipo de cristão?



www.esbocandoideias.com
Presbítero André Sanchez 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades