quarta-feira, 8 de junho de 2016

Sou cristão e sinto atração por pessoas do mesmo sexo

Sou cristão e sinto atração por pessoas do mesmo sexo

Você pergunta: Faz cerca de dois anos que entreguei minha vida a Jesus Cristo, mas tem algo que tem me deixado muito triste: eu tenho atração por pessoas do mesmo sexo. Isso é algo que vem desde a minha adolescência, mas sempre lutei contra. Porém, parece que é algo mais forte do que eu. Como farei para conciliar essa atração sendo eu agora cristão e sabendo que não é o correto para minha vida? Parece algo mais forte do que eu. Você pode me ajudar a entender isso?

Caro leitor, antes de te dar qualquer orientação a esse respeito, é importante ressaltar que nesse exato momento muitas pessoas estão seguindo a Cristo e têm problemas com pecados em diversas áreas de suas vidas. Sobre isso, Jesus disse o seguinte: “Mas Jesus, ouvindo, disse: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes” (Mateus 9:12). Ou seja, todas as pessoas com todos os tipos de pecado devem buscar a Jesus para obter uma vida diferente, que agrada o Pai. Todos estamos doentes com uma doença chamada pecado e precisamos da cura que está em Jesus. Dito isto, gostaria de fazer algumas ponderações sobre o seu caso que, tenho certeza, é também o caso de centenas de pessoas hoje em dia.

(1) É importante compreender que a Bíblia aponta para a homossexualidade como um pecado, ou seja, um erro comportamental que fere a lei moral de Deus. O mundo tem entendido que a pessoa nasce homossexual, a Bíblia não. Então, inicialmente, é importante que você tenha isso em mente. Para ser um servo de Deus você deverá seguir o que a Bíblia ensina e não o que o mundo ensina.

(2) Todos nós temos tendências pecaminosas (Salmos 51:5). Isso vem da nossa natureza humana caída (Efésios 2:3). Isso significa que suas tendências homossexuais não indicam que você vive algo que é normal e aceitável diante de Deus. Da mesma forma, outras pessoas têm outras tendências com as quais também lutam. Cada pessoa tem alguma ou algumas fraquezas em sua natureza, provocadas pelo pecado e que as levam a agir em desconformidade com a vontade Deus. Todos, sem exceção, enfrentam essas tendências. O homossexual não é alguém que passa por essa dificuldade de forma exclusiva. Ele também deverá lutar para ser liberto de sua condição pecaminosa. O apóstolo Paulo falou muito bem sobre isso, quando disse: Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço”(Romanos 7:18-19).

(3) Sentir atração por pessoas do mesmo sexo ou ser tentado não é pecado. É quando aceitamos que a tentação nos convença do erro e o praticamos que estamos pecando. Usando um exemplo bem exagerado: quando um ladrão sente o desejo de roubar algo para resolver alguma questão em sua vida, quando ele sente a sua forte tendência para o crime (que vem desde a sua juventude), tendência essa que diz a ele que é muito bom conseguir as coisas roubando, mas ele repele esse desejo, rejeita essa vontade, resiste a isso, ele não pecou. Mas se ele der liberdade ao desejo ele certamente pecará e sofrerá por isso. Dessa forma, a melhor forma de você não errar é resistir a essa atração que tem por pessoas do mesmo sexo, rejeitar esse erro e lutar para andar nos caminhos de vida indicados por Deus.

(4) Quando você diz que essa atração por pessoas do mesmo sexo é mais forte que você, na realidade, está dando uma desculpa que todos nós pecadores damos para amenizar a nossa responsabilidade diante da resistência à tentação. A Bíblia nos ensina que não existe tentação mais forte do que a nossa força para resistir a ela (1 Coríntios 10:13). Essa é uma limitação colocada por Deus ao pecado para nos proteger e nos ajudar a resistir. Essa é uma verdade comprovada na prática, pois, se não tivéssemos condições de resistir ao pecado não poderíamos ser culpados por tê-lo cometido, concorda? Dessa forma, você é sim capaz de resistir e mudar sua situação com a ajuda de Deus.

(5) A luta contra qualquer pecado não é algo simples. Não posso te dizer que você acordará amanhã e terá facilidade de vencer a atração por pessoas do mesmo sexo. Não! Alguns tipos de pecados em nossas vidas exigem uma vigilância constante, uma busca constante da comunhão com Deus e do domínio próprio. Por isso, afastar-se de Deus não é uma boa escolha. Siga nos caminhos do Senhor, compreendendo o que acontece com você, lutando e buscando a graça de Deus para uma mudança de vida. Você conseguirá, com certeza, uma mudança significativa e graciosa em sua vida, pois é isso que Deus vem fazendo há centenas de anos nas vidas de Seus servos e continuará fazendo até a segunda volta do Senhor Jesus. O conselho de Paulo é muito bom para que você seja vitorioso nessa luta: “Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne” (Gálatas 5:16).


www.esbocandoideias.com

Presbítero André Sanchez

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades