J.A Peças e Serviços

Aqui o seu carro, moto e bicicleta é bem cuidado, venha e confira nossas instalações...

Anuncie conosco

Quer ser visto? anuncie seu trabalho, sua loja, seu projeto e veja o resultado que...

Kamila Káren - confira agenda da cantora:

Mais que músicas, bençãos em suas vidas...

Acessem o site da Assembleia de Deus Serra do Mel

Conheçam o portal da Igreja em Serra do Mel e conheça um pouco mais sobre...

Pr. Demetrius e Pr. Angélica

Conheça o blog do ministério dos...

terça-feira, 14 de junho de 2016

Namoro a distância - será que funciona ?





1- O que o senhor pensa sobre os perigos de um relacionamento à distância?

Nenhum relacionamento está isento de riscos e perigos, porém, quando duas pessoas assumem um compromisso estando longe uma da outra, o que vai determinar a força dessa relação é a profundidade do caráter de cada um. Quantos casamentos foram iniciados a partir de um relacionamento a distância, e são felizes. O fato de algumas pessoas terem se dado mal num relacionamento assim, não significa que ninguém mais deve investir nesse tipo de namoro. Relacionamento a distância fracassados não é a regra.
2- Há algum risco de ocorrer uma traição quando a saudade aperta ou quando

se encontra uma outra pessoa interessante?

A possibilidade de uma traição sempre existe, mesmo estando perto um do outro, porém, é claro que a ausência do parceiro(a) e o fato de se encontrarem esporadicamente, pode esfriar a relação vulnerabizando assim a relação. Lembre-se, por mais que ele(a) sinta saudade, o que faz as pessoas sustentarem o compromisso e se guardarem uma para outra, é o amor. A Bíblia diz que o amor é paciente, tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta (1 Co 13:4-7).
3- Como saber manter a chama acesa mesmo longe do namorado(a).

Com o avanço tecnológico, hoje os casais podem se comunicar através da Internet,(e-mail, vídeo câmera, MSN, ICQ...) telefone, fax etc. O contato permanente, mesmo a distância pode aprofundar o vínculo levando os dois a manterem o pacto de fidelidade. O namorado(a) precisa estar sempre lembrando que ele(a) está longe fisicamente, mas presente emocionalmente. A forma mais eficaz de conservar a chama acessa, é manter a conexão através dos meios disponíveis de comunicação. Os jovens amantes, sempre encontram uma forma de fazer o amor crescer apesar da distância. O amor é a causa motivadora da criatividade.
4- Como controlar a questão do ciúme e não se tornar uma torre de vigia por

meio de ligações, cartas, e-mails etc.

Toda relação equilibrada é fundamentada na confiança e isso tem a ver com o caráter e maturidade das pessoas. O ciúme faz parte de um estágio de infantilidade emocional. Na proporção que a pessoa vai amadurecendo e tomando consciência do respeito que deve ter quanto aos limites do outro, o comportamento tende a mudar. O que não pode é alimentar esse sentimento em vez de buscar cura e libertação.
5- Namorar longe pode comprometer a relação dentro do casamento?

Depende, se os dois são apenas namorados, a resposta é não, mas se estão casados e por alguma razão um precisa ficar longe do outro durante muito tempo, ai sim é uma situação de grande risco. Conheço muitos casamentos que ruíram, porque um dos cônjuges resolveu ir para um outro pais a fim de ganhar dinheiro e o longo período que passaram distantes um do outro foi o fator determinante para que acontecesse uma traição. Quando estão os dois estão apenas namorando, é mais fácil administrar a distância, é claro que não é como se estivessem próximos. O casal precisa amar o suficiente para assimilar todas as implicações de um relacionamento assim.
6- É possível conhecer a pessoa mesmo estando longe? (como fazer para

descobrir os caprichos, os valores, as manias, o gênio, o caráter, o

relacionamento com a família) gostaria que você falasse sobre cada item

desse separadamente.

Mesmo à distância, os dois precisam buscar meios para se encontrarem, a fim de que não seja um namoro 100% virtual. A verdade, é que, mesmo estando próximos e se encontrando com freqüência, ainda não é possível conhecer o suficiente, imagina estando longe. Um relacionamento à distância, muito mais do que aquele onde o dois está perto um do outro, precisa haver total transparência e sinceridade. Os dois vão precisar escrever, falar ao telefone, expor um para outro tanto as suas qualidades como os defeitos, e a tendência nessa fase é apenas mostrar o lado bom e omitir o ruim. É importante fazer contato com os pais, a família e os amigos, que podem dar testemunho da pessoa.

Um outro fator é que nós somos de certa forma aquilo que falamos, ao se comunicar durante um bom tempo com alguém, logo vamos conhecendo o perfil do caráter e da personalidade dessa pessoa. O que não pode acontecer, é o jovem fazer toda a leitura apenas com os óculos da paixão, ai é impossível uma analise criteriosa do outro. Sempre quem está de fora enxerga melhor do que os envolvidos, por isso leve muito a sério a opinião de pessoas maduras e que podem ajudar.
7- Namorar à distância funciona ou não funciona?

Depende muito dos envolvidos e das circunstâncias. Quando a distância é extremamente grande e os dois só vão se encontrar no dia do casamento para se verem pela primeira vez e casarem, essa decisão me parece ser um pulo no escuro sem saber onde vão cair. Ë imprescindível que o casal na medida do possível, se encontre, ainda que esporadicamente. Esse contato, onde os dois possam se olhar, ouvir, sentir a presença etc, é fundamental.
8- O senhor não acha que o relacionamento do casal de namorados entre suas

famílias é importante? Então como proceder se eles moram longe?

A família é importante no relacionamento, mas os pais devem respeitar a liberdade de escolha dos filhos. Se a escolha que o(a) está fazendo é dentro dos princípios da Palavra de Deus e do outro a pessoa escolhida se mostra ser alguém que vale o investimento, não há o porque a família jogar contra. O amor vence obstáculos!
9- ver o relacionamento do/a namorado(a) com a família dele(a), ver como se

tratam etc, também não é importante? Mas, no entanto, a distância também

impede de observar isso, como fazer então para sanar o problema?

Como conselheiro que trabalha a muito tempo com casais e jovens, tenho orientado que, independente de quem seja a família do outro, é necessário que haja respeito e consideração. Isso porque é leviano dizer ao namorado, noivo ou cônjuge "te amo" e não querer bem a família dele(a), isso é o absurdo da incoerência. A forma como um vê a família do outro e com ela se relaciona tem muito mais a ver com a maturidade dos dois.
10- agora, à luz da Bíblia, termine deixando uma dica legal para os casais

que namoram à distância.
Não importa o quão distante estão, o relacionamento tem que ser construído sobre base sólida, e nenhum outro alicerce é melhor do que os princípios estabelecido por Deus em sua Palavra. Tudo o que começa sem Deus termina em fracasso, mas quando o Senhor está no controle de todas as coisas, o relacionamento tem tudo para ser bem sucedido. A confiança na soberania de Deus e o amor pode fazer com que um namoro a distância desemboque num casamento feliz.

Alguns conselhos:

1. Estamos vivendo na era da "virtualidade", onde muitos se conhecem através da internet. Cuidado, não seja precipitada(o) em se envolver num encontro virtual, nesses encontros nem todos dizem a verdade, é preciso muito cautela.

2. A vida é o resultado das suas escolhas, por isso a sua decisão deve estar respaldada na vontade Deus, busque-a como prioridade número um, não abra mão disso por nada.

3. Nunca se ponha debaixo de um jugo desigual com os incrédulos.

4. Não namore por lazer. Namoro não é passa tempo.

5. Após iniciar um relacionamento a distância, não deixe a "emoção" falar amais alto do que a "razão", mantenha os pés no chão.

6. Lembre-se, maturidade é também saber dizer não quando necessário.

7. Envolva seus pais e sua família nesse projeto, eles poderão dar o apoio moral necessário em qualquer relacionamento relevante.

8. O pastor deve ser o seu conselheiro espiritual nessa área, esta cobertura é imprescindível.

9. Cuidado com o ciúme doentio, toda pessoa ciumenta vive aprisionada e busca sempre aprisionar o outro, isso é torturante.

10. Nunca acredite em tudo o que falam e seja criterioso(a) no julgamento sobre a pessoa com a qual está se relacionando.

11. Leia o Salmo 37, principalmente o versículo 4.
Autor(a): Pr. Josué Gonçalves

Morre Matheus, Filho Da Cantora Eyshila



Morreu na noite desta terça-feira, 14, o adolescente Matheus Oliveira, filho da cantora gospel Eyshila. O adolescente estava internado há seis dias no hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, com o quadro de Meningite viral. A informação foi confirmada pela cantora em suas redes sociais.A notícia do falecimento começou a circular por volta das 17h20, quando pessoas próximas da família começaram a divulgar a notícia.

"O Senhor deu, o Senhor tomou. Louvado seja o nome do Senhor. Obrigada a todos que nos cobriram com suas orações. Ele está com o Senhor! Não cabe a nós questionar. Deus é soberano e nós vamos seguir adorando e servindo a esse Deus perfeito em sua soberana vontade. Ele sabe o que faz! Salmos 116:15 - Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos. Um dia nos veremos Matheus. Na eternidade eu vou te ver. Deus no controle. O céu é de verdade. Jesus venceu a morte. Matheus está vivo. Jesus vive", escreveu Eyshila.

A cantora divulgou também na web, a última foto que fez com o filho. Nos comentários, vários fãs lamentaram a perda do menino. "Matheus descansou! Essa foi a última foto que batemos antes da cirurgia".

Várias correntes de orações foram feitas no Brasil e no mundo em prol da saúde do filho caçula da cantora, que também é mãe de Lucas. Muitos cantores evangélicos também compartilharam pedidos de orações para o adolescente nas redes sociais como Fernanda Brum, Aline Barros e Bruna Karla.

Fonte:Ego

quarta-feira, 8 de junho de 2016

JANTAR BENEFICENTE DIA 02 DE JULHO CONFIRA ! ! !

Eu Queria te convidar para participar do jantar beneficente, em prol da gravação do primeiro CD do meu amigo Jairo Paz.

Acontecerá no dia 02 de Julho, ás 19:00Horas na WA Casa Show, em Nova Esperança-Assú.


Forme sua caravana e venha junto conosco adorar a DEUS.



Sou cristão e sinto atração por pessoas do mesmo sexo

Sou cristão e sinto atração por pessoas do mesmo sexo

Você pergunta: Faz cerca de dois anos que entreguei minha vida a Jesus Cristo, mas tem algo que tem me deixado muito triste: eu tenho atração por pessoas do mesmo sexo. Isso é algo que vem desde a minha adolescência, mas sempre lutei contra. Porém, parece que é algo mais forte do que eu. Como farei para conciliar essa atração sendo eu agora cristão e sabendo que não é o correto para minha vida? Parece algo mais forte do que eu. Você pode me ajudar a entender isso?

Caro leitor, antes de te dar qualquer orientação a esse respeito, é importante ressaltar que nesse exato momento muitas pessoas estão seguindo a Cristo e têm problemas com pecados em diversas áreas de suas vidas. Sobre isso, Jesus disse o seguinte: “Mas Jesus, ouvindo, disse: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes” (Mateus 9:12). Ou seja, todas as pessoas com todos os tipos de pecado devem buscar a Jesus para obter uma vida diferente, que agrada o Pai. Todos estamos doentes com uma doença chamada pecado e precisamos da cura que está em Jesus. Dito isto, gostaria de fazer algumas ponderações sobre o seu caso que, tenho certeza, é também o caso de centenas de pessoas hoje em dia.

(1) É importante compreender que a Bíblia aponta para a homossexualidade como um pecado, ou seja, um erro comportamental que fere a lei moral de Deus. O mundo tem entendido que a pessoa nasce homossexual, a Bíblia não. Então, inicialmente, é importante que você tenha isso em mente. Para ser um servo de Deus você deverá seguir o que a Bíblia ensina e não o que o mundo ensina.

(2) Todos nós temos tendências pecaminosas (Salmos 51:5). Isso vem da nossa natureza humana caída (Efésios 2:3). Isso significa que suas tendências homossexuais não indicam que você vive algo que é normal e aceitável diante de Deus. Da mesma forma, outras pessoas têm outras tendências com as quais também lutam. Cada pessoa tem alguma ou algumas fraquezas em sua natureza, provocadas pelo pecado e que as levam a agir em desconformidade com a vontade Deus. Todos, sem exceção, enfrentam essas tendências. O homossexual não é alguém que passa por essa dificuldade de forma exclusiva. Ele também deverá lutar para ser liberto de sua condição pecaminosa. O apóstolo Paulo falou muito bem sobre isso, quando disse: Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço”(Romanos 7:18-19).

(3) Sentir atração por pessoas do mesmo sexo ou ser tentado não é pecado. É quando aceitamos que a tentação nos convença do erro e o praticamos que estamos pecando. Usando um exemplo bem exagerado: quando um ladrão sente o desejo de roubar algo para resolver alguma questão em sua vida, quando ele sente a sua forte tendência para o crime (que vem desde a sua juventude), tendência essa que diz a ele que é muito bom conseguir as coisas roubando, mas ele repele esse desejo, rejeita essa vontade, resiste a isso, ele não pecou. Mas se ele der liberdade ao desejo ele certamente pecará e sofrerá por isso. Dessa forma, a melhor forma de você não errar é resistir a essa atração que tem por pessoas do mesmo sexo, rejeitar esse erro e lutar para andar nos caminhos de vida indicados por Deus.

(4) Quando você diz que essa atração por pessoas do mesmo sexo é mais forte que você, na realidade, está dando uma desculpa que todos nós pecadores damos para amenizar a nossa responsabilidade diante da resistência à tentação. A Bíblia nos ensina que não existe tentação mais forte do que a nossa força para resistir a ela (1 Coríntios 10:13). Essa é uma limitação colocada por Deus ao pecado para nos proteger e nos ajudar a resistir. Essa é uma verdade comprovada na prática, pois, se não tivéssemos condições de resistir ao pecado não poderíamos ser culpados por tê-lo cometido, concorda? Dessa forma, você é sim capaz de resistir e mudar sua situação com a ajuda de Deus.

(5) A luta contra qualquer pecado não é algo simples. Não posso te dizer que você acordará amanhã e terá facilidade de vencer a atração por pessoas do mesmo sexo. Não! Alguns tipos de pecados em nossas vidas exigem uma vigilância constante, uma busca constante da comunhão com Deus e do domínio próprio. Por isso, afastar-se de Deus não é uma boa escolha. Siga nos caminhos do Senhor, compreendendo o que acontece com você, lutando e buscando a graça de Deus para uma mudança de vida. Você conseguirá, com certeza, uma mudança significativa e graciosa em sua vida, pois é isso que Deus vem fazendo há centenas de anos nas vidas de Seus servos e continuará fazendo até a segunda volta do Senhor Jesus. O conselho de Paulo é muito bom para que você seja vitorioso nessa luta: “Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne” (Gálatas 5:16).


www.esbocandoideias.com

Presbítero André Sanchez

Pequei. E agora??



E aí povo abençoado vamos falar de um assunto muito sério chamado pecado, mas o você já sabe o que significa essa palavra?
Pecado é: Tudo o que não está em harmonia com a personalidade, as normas, os modos de agir e a vontade de Deus, e, portanto, é contrário a eles; tudo o que macula a relação da pessoa com Deus.
Existem muitas pessoas que estão desesperadas sem saber o que fazer, caíram e agora se ver em uma situação que parece não ter mais volta, mas eu posso te afirmar que Jesus perdoa qualquer pecado, você só precisa se arrepender.

Não voltar a fazer determinada coisa é a essência do mais verdadeiro arrependimento. Martinho Lutero.
Veja o que a palavra de Deus fala:
 O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. Pv 28:13
Se você pecou contra Deus, existe uma saída só é confessar e o mais importante deixar a prática e assim você vai receber de Deus misericórdia para resistir as tentações, não deixe o diabo falar ao seu ouvido que você não vai conseguir chegar aonde Deus quer, porque é mentira, quem está em Cristo já pode si considerar um vencedor, tenha fé e determinação, não se torne escravo do pecado, escolha servir a Deus em santidade e fidelidade.
Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. (1 João 1.6-9 / 1 João 2.1)

Volte novamente a servir ao seu Deus, pois mostramos a você o que é preciso para receber de Deus o perdão, o salário do pecado é a morte, mas Jesus tem vida e vida em abundância, escute a voz de Deus e desfrute de suas bençãos, você tem um advogado fiel que luta por você.

Fiquem firme
Por Rinaldo Ribeiro
Geração Jovem

A CANTORA EYSHILA FALA DO QUADRO DE SEU FILHO CONFIRA


A Eyshila, na qual, está com seu filho, Matheus Oliveira, internado na UTI, por conta de uma Meningite Viral, postou ontem uma foto e um texto com diversos versos bíblicos.

A cantora pede orações pela vida do seu filho, que se encontra isolado numa sala médica especial, pois a doença, além de ser GRAVE, exige esse tipo de procedimento pelo simples fato de ser "contagiosa". 

A agenda de apresentações da cantora foi alterada por conta desse triste imprevisto. 




Confira as Declarações da cantora Eyshila . . .







Nós, estamos orando!!!!

segunda-feira, 6 de junho de 2016

5 sacríficos que você precisa fazer para ter uma família abençoada

5 sacríficos que você precisa fazer para ter uma família abençoada





Quem não quer ter uma família abençoada? Ter uma família abençoada é o sonho de todos! Porém, entre a realização desse sonho e a realidade que temos de construir com nossas atitudes, existe uma grande distância. Isso acontece porque é mais fácil sonhar do que realizar. Muitos sonham, por exemplo, com um casamento feliz, mas não estão dispostos a ter as atitudes necessárias para ter esse casamento dos sonhos. Não querem fazer os sacrifícios que precisam ser feitos! Aí a conta não fecha. O sonho não se realiza e ficamos frustrados. Por isso, quero compartilhar cinco sacríficos que necessariamente precisamos fazer para ter uma família abençoada.

(1) Adaptar-se as diferenças

Dentro de uma casa o que mais teremos são diferenças. O pai é diferente da mãe, que é diferente do filho, que é diferente do cachorro, etc. As diferenças deveriam ser um fator que nos complementasse, mas, em muitas famílias, a diferença é o que separa. Precisamos fazer o sacrífico de compreender e superar as diferenças (principalmente aquelas que não gostamos). Amar o diferente deve ser a nossa escolha diária. Isso evitará problemas desnecessários e promoverá a paz e a união da família.

(2) Perdoar-se setenta vezes sete

Pessoas que vivem tão próximas, tão expostas umas às outras, certamente se magoarão em algum momento. Isso é inevitável. Somo seres complicados, sujeitos às circunstâncias da vida que, vez ou outra, nos fazem ferir alguém e também sermos feridos. Dentro de uma família onde não se exercita o perdão nunca haverá paz e contentamento. O perdão é essencial, quantas vezes for necessário. Exercitar o perdão resolve os maiores conflitos e cura as maiores dores. Mas é inegável que o perdão é daquelas coisas mais difíceis. Mas é um sacrifício que vale muito à pena. Experimente perdoar.

(3) Dialogar sempre

Guardar as mágoas, julgar, condenar as pessoas de nossa família dentro de nossa mente ou mesmo para outras pessoas parece um caminho bem mais simples do que sentar e dialogar sobre os assuntos que nos angustiam e chateiam, sobre nossos problemas. O sacrífico de resolver as coisas com o diálogo é um dos mais preciosos em uma família que busca a felicidade. Sem diálogo o que sempre vai prevalecer é a desconfiança. Com o diálogo os maiores problemas são solucionados com confiança na palavra um do outro.

(4) Solucionar problemas difíceis juntos

Problemas têm o poder de separar famílias quando cada um os enfrenta sozinho. Mas famílias inteligentes têm a capacidade de usar os problemas para se unirem ainda mais. Por isso, é sempre bom que todos os entes familiares saibam o que está ocorrendo, o que tem tirado a paz de algum dos familiares, a fim de que as cargas sejam divididas e, dessa forma, a família seja edificada pelos problemas e não destruída por eles. Eu gosto muito de cultivar uma frase dentro de minha família: “se um problema mexeu com um, mexeu com todos”.

(5) Manter sempre Jesus no centro da família

Uma família unida em torno do temor ao Senhor será uma família abençoada, passe ela por qualquer tribulação fácil ou difícil. Em tempos de tanta correria, muitas famílias têm esquecido de adorar o Senhor Jesus dentro de suas casas, dentro de suas relações familiares. Isso tem criado famílias doentes espiritualmente e, por muitas vezes, famílias que sofrem grandes perdas por não cultivarem o alicerce da família, que é Jesus. O salmista observou isso muito bem: “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela” (Salmos 127:1).



www.esbocandoideias.com

Presbítero André Sanchez

Alunos recebem cartilha evangélica contra ideologia de gênero

Uma cartilha distribuída nas escolas de Uberaba, Minas Gerais, gerou acusações de estar promovendo homofobia e machismo. Ela traz orientações a pais e estudantes sobre a proibição das discussões de ideologias de gênero nas escolas, algo que faz parte da Lei Orgânica do Município.
Alunos recebem cartilha evangélica contra ideologia de gênero

Publicada por evangélicos, seu título é “Ideologia de Gênero – Entenda o risco que você e seus filhos estavam correndo”. O material traz o alerta: “como não estão conseguindo mudar a cabeça da população, inventaram novos recursos para nos sabotarem. O mais disfarçado e perigoso é a ideologia de gênero”.
A cartilha orienta a população. “Pai e mãe, existem organizações muito ocupadas em destruir nossa família. Dizem que o povo é muito fora de moda e precisamos deixar os ensinamentos dos antigos e nos abrirmos às novidades.”
A iniciativa foi do vereador evangélico Samuel Pereira (PR). Ele conta que mandou distribuir nos locais “onde identificou ideologia de gênero”.
O debate na cidade sobre o assunto se estende a meses, quando a emenda à Lei Orgânica foi aprovada em novembro do ano passado, os cristãos comemoraram a proposta. O presidente do Conselho de Pastores de Uberaba, Carlos Wilton, afirmou que foi uma “vitória da família”. A Igreja Católica apoiou a iniciativa.
Contudo, entidades ligadas aos trabalhadores da educação foram contrários. A mestre em Educação Larissa Martins, que está denunciando as cartilhas como intolerância na internet, reclama que o material vai “contra os direitos humanos e a diversidade de sexo e gênero”. Com informações de Correio Braziliense

sábado, 4 de junho de 2016

Casamentos são construídos momento a momento




Em What Did You Expect? Paul Tripp lembra aos leitores de que a reconciliação em um casamento é um estilo de vida, não apenas uma resposta a quando as coisas vão mal:
Se você é um pecador casado a um pecador, então é muito perigoso permitir-se um descanso enquanto casal. Vocês simplesmente não viverão um dia juntos sem que algum ato de falta de consideração, interesse próprio, raiva, arrogância, auto justificação, amargura ou deslealdade surja em sua torpe cabeça. Frequentemente será benigno e brando, mas ainda estará lá.
Se vocês desejam ter um casamento que vive em unidade, compreensão e amor, precisam ter uma abordagem “pequenos momentos” em seu casamento. Deus esboçou para nós uma vida que não caminha de momentos grandes e definidores para momentos grandes e definidores. Provavelmente, vocês se lembrarão de duas ou três situações que mudaram suas vidas, e que vocês tenham passado juntos. Todos os dias, deitamos pequenos tijolos na fundação do que nossa vida será. Os tijolos das palavras, das ações, das pequenas decisões, dos pequenos pensamentos e desejos menores – todos trabalham juntos para formar o edifício funcional que é o casamento.
Portanto, você deve ver a si mesmo como um pedreiro matrimonial. Você está diariamente na tarefa de adicionar outra camada de tijolos, que determinará a forma de seu casamento nos dias, semanas e anos porvir. As coisas em um casamento vão mal progressivamente. As coisas tornam-se doces e belas progressivamente. O problema é que simplesmente não prestamos atenção e, por isso, nos permitimos a pensar, desejar, dizer e fazer coisas que não deveríamos.
Aqui estão algumas questões úteis para se considerar:
  • Você luta pelo seu jeito nas pequenas coisas ou vê isso como uma oportunidade para servir?
  • Você se permite ir para cama irritado depois de pequenas discordâncias?
  • Você sai para trabalhar dia após dia sem um momento de carinho?
  • Você se permite fazer pequenas coisas rudes, que você nunca teria feito no namoro?
  • Você ainda pede perdão nos pequenos momentos de erro?
  • Você reclama de como o outro faz coisas menores, quando isso realmente não faz alguma diferença?
  • Você toma decisões sem consulta?
  • Você investe em uma amizade íntima no seu casamento?
  • Você reclama das fraquezas do outro? Ou você as vê como uma oportunidade de encorajar?
  • Você procura pequenas oportunidades para expressar amor?
  • Você mantém um registro de erros?
  • Você regularmente expressa apreciação e respeito?
  • Você guarda pequenas feridas que antigamente vocês teriam discutido?
  • Você transforma pequenos pedidos em exigências regulares?
Vocês podem ter um bom casamento, mas precisam entender que um bom casamento não é um dom misterioso. Não, pelo contrário, é um conjunto de compromissos que é forjado em um estilo de vida momento-a-momento.
Paul Tripp

Cadastre seu email e receba nossas novidades