quarta-feira, 6 de abril de 2016

Escolha não Duvidar

mar

Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte.Tiago 1:6
Se tem algo que atormenta a vida cristã e pode atrapalhar viver pela fé é a dúvida. Esse sentimento é uma luta entre a esperança e o receio diante do desconhecido. Indica o direcionamento do olhar em dois sentidos. Se direcionado a Deus, indicará fé, se o olhar estiver fixado no problema, a dúvida e a insegurança estará presente. Quando se está em conflito entre a fé e a dúvida, haverá certamente dois pensamentos, duas escolhas, duas intenções. Duvidar é diferente de não saber a vontade de Deus. Muitas vezes ficamos em dúvida sobre o que Deus quer em determinados assuntos. Não é dessa dúvida que o apóstolo está falando.
O apóstolo Tiago assevera que quem duvida é como uma onda do mar, jogada de um lado para o outro, o que nos leva a pensar que a pessoa que está em dúvida constantemente, sequer sabe o que quer realmente, porque o “homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos” Tiago 1.8 Aquele que duvida é inseguro, é temeroso, porque deixou o medo dominar a situação. Não tem convicção acerca do que Deus tem preparado. Vai de um lugar para o outro, vacilando entre a incerteza e a fé, e sofre e se angustia, jamais descansa. Como a onda é agitada e conduzida pelo vento, quem duvida é conduzido pelos próprios sentimentos “humanos” e pelas circunstâncias.
Ter fé e não duvidar é uma escolha. É voltar os olhos para Deus e ter certeza de que de uma forma ou de outra Ele vai intervir. É estar pronto para ouvir um não de Deus e louvá-lo por isso porque Ele sabe de todas as coisas e tudo coopera juntamente para o bem daqueles que amam a Deus. Aqueles que fazem parte do rol de heróis da fé tiveram dúvidas sobre a vontade de Deus, mas oraram e a buscaram. No entanto, jamais duvidaram de que Deus estava no controle de suas vidas e do que Ele é capaz. Jamais vacilaram em entregar totalmente seus caminhos nas mãos do Senhor, ainda que não pudessem vislumbrar as promessas de Deus sendo cumpridas, permaneceram esperando, focados no Deus do impossível.

Assim, quando colocar e entregar algo nas mãos de Deus em oração, jamais duvide de que Deus fará o melhor, ainda que as circunstâncias falem o contrário. Desta maneira, depositando sua confiança em Deus com segurança, estará agradando Aquele que somente tem a intenção de lhe abençoar.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades