J.A Peças e Serviços

Aqui o seu carro, moto e bicicleta é bem cuidado, venha e confira nossas instalações...

Anuncie conosco

Quer ser visto? anuncie seu trabalho, sua loja, seu projeto e veja o resultado que...

Kamila Káren - confira agenda da cantora:

Mais que músicas, bençãos em suas vidas...

Acessem o site da Assembleia de Deus Serra do Mel

Conheçam o portal da Igreja em Serra do Mel e conheça um pouco mais sobre...

Pr. Demetrius e Pr. Angélica

Conheça o blog do ministério dos...

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Maria, mãe de Jesus, permaneceu virgem após ter dado à luz a Cristo?

Maria, mãe de Jesus, permaneceu virgem após ter dado à luz a Cristo?


Você Pergunta: Há alguns meses entreguei minha vida a Jesus. Eu era católica, mas não lia muito a Bíblia. Comecei estudar mais a fundo a Bíblia e começaram surgir muitas dúvidas em minha mente. Uma delas é sobre a afirmação católica de que Maria permaneceu virgem para sempre. A Bíblia parece dizer o contrário, mas a doutrina católica afirma isso veementemente. Poderia me explicar essa questão?

Cara leitora, realmente existe uma doutrina católica que afirma que Maria, mãe de Jesus, permaneceu virgem antes, durante e depois do parto. (veja esse posicionamento católico nesse link). Porém, esse posicionamento está mais fundamentado nos dogmas católicos do que na própria Bíblia Sagrada que, segundo cremos, é a única e exclusiva revelação de Deus aos homens. Cremos que Cristo nasceu de forma extraordinária, num nascimento virginal. Mas será que Maria permaneceu virgem mesmo após o nascimento de Cristo? Vamos recorrer a Bíblia para elucidar essa questão.

Dentre vários argumentos possíveis, vou expor mais detalhadamente um que me parece ser suficiente para elucidar essa questão: Jesus tinha irmãos que eram filhos de Maria. Se ele tinha irmãos é impossível que Maria tenha permanecido virgem.

Os católicos argumentam nesse ponto: “Mas todos sabem que em hebraico o termo “irmão” pode indicar qualquer parentesco, como sobrinho (Gn 12,5 e 13,8; 29,12.15), tio, primo (1Cr 23,22) e até amigo (Gn 29,4). (Fonte: http://www.franciscanos.org.br/?page_id=5520)

Qualquer estudioso mais atento da Bíblia sabe que o Novo Testamento não foi escrito em hebraico, conforme o argumento católico acima, e sim em grego. Note, por exemplo, o que está escrito em Mateus 12.46: “Falava ainda Jesus ao povo, e eis que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, procurando falar-lhe.”

Fiz uma pesquisa desse mesmo texto na tradução Católica da Bíblia Ave Maria e nela está traduzido assim: “Jesus falava ainda à multidão, quando veio sua mãe e seus irmãos e esperavam do lado de fora a ocasião de lhe falar.” (Mateus 12.46 – Bíblia Ave Maria).

Ora, se o argumento é de que essa menção da palavra “irmãos” se refere a parentes próximos, porque não traduziram assim? Por que mantiveram a tradução como irmãos?
Simples: Porque realmente se trata dos irmãos de Jesus, filhos de Maria e José. A palavra grega usada no texto de Mateus 12.46 para irmãos é “adelphos”. Ela não é usada no Novo Testamento para designar parentes próximos. Os usos mais frequentes dela são para designar “um irmão, quer nascido dos mesmos pais ou apenas do mesmo pai ou da mesma mãe”, “um fiel companheiro, unido ao outro pelo vínculo da afeição”, “irmãos em Cristo” (Léxico Strong – palavra grega G80).

Já a palavra hebraica comumente traduzida no Antigo Testamento por “irmão” e que também aceita tradução para parentes próximos é “’ach”, ou seja, não tem nada a ver com a palavra utilizada no Novo Testamento, onde estão os textos que falam dos irmãos de Jesus.
Temos ainda várias outras menções dos irmãos de Jesus no Novo Testamento. Em um dos textos até o nome deles são citados. E ainda nos é revelado que Jesus também tinha irmãs: “Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, José, Judas e Simão? E não vivem aqui entre nós suas irmãs?” (Marcos 6.3).

A Bíblia ainda nos revela que os irmãos de Jesus não creram Nele por algum tempo: “Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele.” (João 7.5).

Mas depois se diz claramente que os irmãos de Jesus o seguiram após a sua ressurreição: “Todos estes perseveravam unânimes em oração, com as mulheres, com Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele.” (Atos 1.14).
Assim, fica claro que Maria teve sim outros filhos e não permaneceu virgem após o nascimento de Cristo. Ela casou-se com José e seguiu normalmente sua vida de casada como qualquer moça da época.

Creio que essa argumentação seja suficiente, porém, ainda podemos pensar que Maria e José eram casados e que em nenhum momento a Bíblia afirma que não tinham uma vida normal de casados, pelo contrário, diz que Maria era mulher de José (Mateus 1.24). E sendo mulher de José, após cumprir a missão dada a ela pelo Senhor de dar à luz ao Cristo, cumpriu seu papel de esposa fielmente, dando a José aquilo que era de direito dele como esposo. E nisso não houve pecado da parte dela. Eles seguiram a cultura judaica que via nos vários filhos um sinal da bênção de Deus. O argumento católico de que Maria teria feito voto de castidade para toda a vida não pode ser sustentado à luz das Escrituras.


fonte: www.esbocandoideias.com
 Presbítero André Sanchez

Papa afirma que morte de Jesus na cruz foi “fracasso”





Jarbas Aragão 

A viagem do papa Francisco a Cuba e Estados Unidos teve um peso histórico, pois foi a primeira vez que um pontífice falou diante da Assembleia das Nações Unidas e do Congresso Americano.
 
A programação foi intensa e a maior parte de seus discursos foi feito em espanhol, língua nativa do argentino Jorge Mario Bergoglio, seu nome de batismo.
 
Como já tem se tornado tradição, Francisco fez declarações que geraram polêmicas e muitas críticas. Ao 
passar por Cuba, não condenou o regime ditatorial dos irmãos Castro nem a conhecida perseguição religiosa na ilha.
 
Limitou-se apenas a dizer que “Pessoas são mais importantes que ideologias”. Uma crítica considerada inócua diante do regime comunista e ateu sob o qual vivem os cubanos há décadas.
 
De acordo com o Christian Post, ao chegar ao solo americano, passou por Nova York, onde liderou uma cerimônia ecumênica, com representante de diferentes religiões. O tom de suas palavras foi de união de todos os credos no memorial erguido em memória dos mortos no atentado de 11 de setembro de 2001.
 Em sua oração, invocou o “deus de amor”, e não mencionou o nome de Jesus, segundo informações do Washington Post.

 Papa Francisco e as religioes
 
Também fez um discurso polêmico, onde afirmou que os muçulmanos são “irmãos” dos cristãos e definiu a morte de Jesus na cruz como “fracasso”.  O texto completo da homilia pode ser lido aqui.
 
Diante do congresso americano, não tocou no assunto do momento nos EUA, que é a legalização do casamento gay. Em um país que debate intensamente se o governo deve continuar pagando por abortos, disse apenas que a humidade deve “proteger e defender a vida humana em todos os estágios de seu desenvolvimento”.
 
Os conservadores esperavam que o papa falasse sobre essas questões claramente, mas isso não aconteceu. 

Seu assunto principal tem sido o clima no mundo, tópico abordado em sua encíclica mais recente, Ladato Si.
 
Os contrastes entre Francisco e seu antecessor, Bento 16, tem ficado cada vez mais evidente. Na sua encíclica “Caritas in veritate”, Bento 16 defendeu a formação de uma Autoridade mundial para lidar com as crises financeiras.  Já Francisco, falou sobre a necessidade dessa autoridade global única, mas para cuidar das questões ambientais.
 
Enquanto Bento 16 disse em 2006, que o profeta Maomé só trouxe o mal, “como sua ordem para disseminar pela espada a fé que ele pregava”, Francisco disse repetidas vezes que “muçulmanos e cristãos são irmãos”.
 
Sobre o casamento gay, os dois papas também discordam amplamente. Francisco tem dito que não pode “julgar” e os chamou de “irmãos”. No jantar oficial do papa com Obama na Casa Branca estavam presentes vários ativistas gays católicos, além de transgêneros.
 
Já Bento 16, em 2013, afirmou que a união de homossexuais ameaçava “o futuro e a dignidade da humanidade”.

Fonte: Gospel Prime

Selo do tempo do Rei Davi é achado em Israel

Selo do tempo do Rei Davi é achado em Israel

Uma descoberta arqueológica “acidental” pode ser a mais importante do ano em Jerusalém.  Quando o turista russo Matvei Tcepliaev achou um raro sinete de 3 mil anos de idade, atraiu os holofotes da mídia para uma silenciosa guerra de informações.
O pequeno objeto, que funcionava como uma espécie de carimbo oficial, data da época do Templo de Salomão. O objeto foi descoberto em um projeto que analisa toneladas de “aterro” retirado pelos muçulmanos do Monte do Templo em 1999.
A Waqf, autoridade jordaniana que controla a chamada Esplanada das Mesquitas, autorizou uma escavação para uma entrada subterrânea para o local, considerado sagrado por muçulmanos.
O sinete deve ter pertencido a uma personalidade importante, sendo usado para assinar documentos e cartas. Possui uma abertura na parte superior, indicando por onde seria pendurado, possivelmente no pescoço de seu dono.
Matvei, que só tem 10 anos de idade, conta que este foi um momento muito importante em sua vida. Ele passeava com a família por Jerusalém, tendo se deparado com o trabalho de pesquisa no meio do entulho. Logo que começou a separar a terra, encontrou um pequeno objeto de formato cônico. Feito de mármore, mede 16 milímetros de altura. Na sua base redonda de 14 milímetros, aparecem as figuras de dois animais.
Selo do tempo do Primeiro Templo é encontrado em Israel.
Selo do tempo do Primeiro Templo é encontrado em Israel.
O arqueólogo Hillel, diretor do Sifting Project [Projeto Peneira], conta que há anos tentam encontrar algum artefato do tempo do Primeiro Templo. “Para mim foi como se tivesse encontrado um tesouro”.
De acordo com o Dr. Gabriel Barkay, um dos responsáveis pela escavação, vários sinetes parecidos foram encontrados em Israel. Contudo, este é o primeiro descoberto em Jerusalém. Todos os sinetes datam do século 11 e 10 a.C., da época dos jebuseus e da conquista da Cidade pelo rei Davi. Nessa mesma época ocorreu a construção do Templo, sob o reinado do seu filho Salomão.
Coordenado pela Universidade Bar-Ilan e a Fundação Cidade de Davi, o Peneira deseja investigar todo o material dos mais de 400 caminhões de terra retirados do Monte do Templo e despejados em um vale, perto da Cidade Velha de Jerusalém.
Zachi Dvira, idealizador do projeto que possibilita que voluntários ajudam na escavação, explica que desde o início do projeto em 2004, mais de 170 mil pessoas já participaram. Cerca de 50% da terra retirada do local sagrado já foi analisada. Existem centenas de cacos de cerâmica do século 10 aC e uma ponta de flecha de bronze, do mesmo período.
O doutor Barkay afirma que esse “aterro” é o “maior crime arqueológico da história de Israel”.  Afinal, o Monte do Templo está no centro da disputa política sobre Israel ser (ou não) a capital de um futuro Estado da Palestina.
“O Monte do Templo é o mais delicado e mais importante sítio arqueológico no país, e jamais foi escavado por causa da política. É uma incógnita; um pedaço de terra desconhecida “.
Após a reunificação de Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, Israel retomou o controle de sua capital, mas por causa de um acordo, o Monte permanece sob domínio do governo jordaniano. Achados arqueológicos que comprovem que ali repousava o templo de Salomão colocariam por terra os argumentos muçulmanos de que os judeus não têm direito ao local. Com informações Jerusalem Poste Ynet News

As dez pragas lançadas por Deus ao Egito

Pragas do Egito




Você sabe quais foram as dez pragas lanças por Deus ao Egito?


Tudo se passa na época em que o povo de Israel estava escravizado no Egito.
Eles haviam ido para estas terras por conta de José, que se tornou governador ao interpretar o sonho do Governador do Egito em sua época (até então o povo era muito bem visto e respeitado). Porém com a morte de José, o povo de Israel começou a ser mal visto e acabou sendo escravizado.

Deus então fala com Moisés e o envia para libertá-los e conduzi-los à Terra Prometida.

Faraó, que governava o Egito, não queria perder a mão de obra barata que possuía e por isso não abria mão do povo de Israel. Foi então que Deus mandou as 10 pragas, para que o coração de faraó O temesse e libertasse de vez seu povo.

Isso tudo se passa no livro do Êxodo e é muito interessante de ser lido na integra.

Essas são as dez pragas lançadas por Deus ao povo Egípcio:

1 - Água transformada em sangue  (Êxodo 7,14-25)

Água transformada em sangue


2 - As rãs  (Êxodo 7,26 - 8,11)

As rãs


3 - Os piolhos (Êxodo 8,16-17) 


Os piolhos


4 - As moscas (Êxodo 8,21-24) 

As moscas


5 - A peste dos animais (Êxodo 9,1-7)


A peste dos animais


6 - As úlceras (Êxodo 9,8-12) 

As úlceras


7 - A chuva de pedras (Êxodo9,18)  


Chuva de pedras


8 - Os gafanhotos (Êxodo 10,1-20)  

Os gafanhotos


9 - As trevas (Êxodo 10,21-29)


As trevas


10 - A morte dos primogênitos (Êxodo 11) 

As mortes dos primogênitos


Fonte: Bíblia e link
Imagens retiradas do Google imagens

Hugh Jackman vai interpretar o Apóstolo Paulo em filme bíblico




Hugh Jackman vai estrelar e produzir o drama Apóstolo Paulo, baseado na história do personagem da Bíblia, considerado o autor de 14 dos 27 livros do Novo Testamento. Segundo o site americano Deadline, a dupla Matt Damon e Ben Affleck também fará parte da produção do filme, que chega para engrossar a alta do filão de tramas bíblicas.

Na história, Paulo se chamava Saulo e perseguia os seguidores de Jesus. A mudança ocorre durante uma viagem entre Jerusalém e Damasco, quando Jesus, que já havia morrido e ressuscitado, aparece envolto em uma forte luz vinda dos céus. A visão cega Paulo, que se converte ao cristianismo durante a experiência e depois volta a enxergar. Ainda não se sabe se o filme fará um recorte na vida do personagem ou se será fiel ao texto bíblico. Por enquanto, não há previsão de lançamento.



Fonte: http://veja.abril.com.br/

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

6 dicas para superar as más notícias

Devocionais #23 - 6 dicas para superar as más notícias



As notícias que chegavam eram desanimadoras! Vários empregados foram mortos e os animais foram roubados por um bando de assaltantes (Jó 1: 14-15, 17). Mesmo já sendo o bastante para entristecer qualquer pessoa, as más notícias continuam: seus filhos estavam numa festa, quando um vento derrubou a casa em que estavam sobre eles. Todos morreram (Jó 1: 18-19).

Quem não ficaria baqueado com tais notícias? Em nossos tempos muitos têm enfrentado graves crises de estresse e depressão por muito menos! O fato é que más notícias com maior ou menor grau de complexidade impactam a nossa vida todos os dias: doenças, desemprego, problemas familiares, problemas de saúde, estresse, depressão, etc.

Mas como superar essas más notícias que nos impactam poderosamente? Jó nos ensina a como fazer isso.

1-) Jó se entristeceu com as más notícias que recebeu

Nenhum ser humano é um super-herói. Fingir que as más notícias não nos atingem não nos ajuda a superá-las. A Bíblia mostra que Jó ficou entristecido com tudo que ocorreu e isso é muito importante para o processo de superação. Precisamos digerir o que está acontecendo, precisamos chorar, questionar, precisamos colocar para fora o sentimento de tristeza. Isso nos dará forças para, depois do luto, levantarmos: “Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou” (Jó 1:20). Na cultura antiga israelita raspar a cabeça, rasgar o manto e lançar terra sobre si era um sinal de grande tristeza por algum fato. Não precisamos fingir que estamos bem, que estamos fortes. Precisamos ser apenas seres humanos nesses momentos de luta.

2-) Jó não ficou prostrado na tristeza

Sentir tristeza é normal, mas ficar prostrado na tristeza é um sinal ruim de que estamos sendo vencidos pelas más notícias. Muitos, nessa época de crise em que vivemos, impactados pelas más notícias, perdem o vigor, deixam de estudar, ficam acuados, encolhidos, como que esperando que as boas notícias surjam do nada. Essa não é a melhor forma de encarar. Jó se entristeceu, mas ele se levantou da tristeza para enfrentar a situação de frente.


3-) Jó reconheceu a soberania de Deus nos acontecimentos

Por mais que seja difícil para nós, a Bíblia é clara quanto a soberania de Deus sobre tudo e todos. Isso significa que as más notícias recebidas por Jó estavam debaixo da vontade de Deus. Ele permitiu que tudo aquilo ocorresse e Jó sabia disso, pois disse em tom de adoração a Deus: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou…” (Jó 1:21). Jó faz uma declaração fascinante de fé na direção de Deus. Deus deu, Deus tomou. Isso mostra uma fé e entendimento equilibrados com relação a Deus. Certamente algo muito importante para lidarmos com as más notícias. Se Deus me dá algo eu reconheço e agradeço. Se Deus me toma algo eu também reconheço e agradeço.

4-) Jó creu no Provedor não na provisão

Há pessoas que tem fé na provisão de Deus. Isso significa que elas creem no que Deus pode dar a elas. Quando Deus tira algo delas, como fez com Jó, abandonam a Deus e o amaldiçoam, murmuram e caem em tristeza profunda. Essa foi a atitude que a mulher de Jó aconselhou que ele tivesse: “Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre” (Jó 2:9). Porém, a fé de Jó era no Provedor e não na provisão. Jó bendisse o Deus que ele cria, crendo na direção e cuidados Dele: bendito seja o nome do SENHOR!” (Jó 1:21).

5-) Jó exercitou a paciência e a resiliência

Jó já havia recebido muitas más notícias, mas a pior delas ainda estava por vir: “Então, saiu Satanás da presença do SENHOR e feriu a Jó de tumores malignos, desde a planta do pé até ao alto da cabeça” (Jó 2:7). As más notícias às vezes são cruéis e terríveis conosco! Porém, Jó, com sua forma de lidar com as situações adversas, nos ensinou a arte da paciência e da resiliência, que é a capacidade de resistência diante das pressões. Ele teve tristeza, diálogos fortes com Deus, sentiu vontade de morrer. As más notícias eram terríveis! Mas a sua paciência, resiliência e fé em Deus o levaram a vencer cada um dos difíceis dias de dor que teve de passar.

6-) Jó creu que as boas notícias chegariam e elas chegaram

O cristão verdadeiro sabe que o vale da sombra da morte é passageiro. Jó sabia disso também e fez uma das mais lindas declarações da Bíblia: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra” (Jó 19:25). Jó cria que as boas notícias chegariam! A superação de Jó foi coroada pelo próprio Deus. Jó foi aprovado no teste mais duro de sua vida e recebeu as bênçãos de Deus: “Mudou o SENHOR a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o SENHOR deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra” (Jó 42:10). As boas notícias finalmente haviam chegado! Valeu a pena crer no Provedor, valeu a pena lutar contra as adversidades com fé e bom ânimo!


E você, como tem lutado contra as más notícias que têm recebido?

Fonte: www.esbocandoideias.com
 Presbítero André Sanchez

Bíblia de Martinho Lutero de 1634 é encontrada na Alemanha

Bíblia de Martinho Lutero de 1634 é encontrada na Alemanha
Forças de segurança alemãs realizaram uma blitz na cidade de Lübeck, no norte do país, e conseguiram encontrar um exemplar de 1634 da Bíblia de Lutero.
O exemplar foi confiscado em agosto e desde então as autoridades tentam encontrar o legítimo proprietário da Bíblia, uma edição de couro editada pela Von Stern’sch Druckerei – editora fundada em 1614 – que tem uma anotação à mão na parte interior do livro.
A polícia não quis dar detalhes sobre a descoberta do livro e disse apenas que a investigação sobre o caso está em andamento.
Bíblia de Lutero
Bíblia de 1634
O que se sabe é que este exemplar é uma raridade, o especialista literário Wolfgang Schellmann, afirma que não se vê um exemplar em leilões há 20 anos. Ao que parece só foram publicados 60 exemplares da Bíblia pela editora Von Stern’sch desde sua fundação. Com informações Terra

Papa Francisco lança disco de rock

Papa Francisco lança disco de rock

Em sua visita aos Estados Unidos, o papa Francisco fez um discurso histórico diante das Nações Unidas e outro para o Congresso. A mídia tem dado ampla cobertura aos eventos, pois é a primeira vez que um pontífice faz tais coisas.
Uma das palavras-chave dos discursos foi “Acorde”. Concidentemente ou não, este é o título do disco que ele gravou.
Com data de lançamento anunciada para 27 de novembro, o álbum “Wake Up!” já está à venda no iTunes. Gravado pelos italianos Don Giulio Neroni e Tony Pagliuca, da banda Le Orme, foi aprovado pelo Vaticano. As gravações são trilhas no estilo rock progressivo mescladas a trechos de discursos do Papa em diversas línguas. A última delas é em português.
A primeira música divulgada chama-se “Wake Up! Go! Go! Forward!”.  A letra diz: “O Senhor fala da responsabilidade que Ele te dá / É o dever de sermos vigilantes / Não para permitir que as pressões, tentações e pecados acabem com nossa sensibilidade da beleza da santidade. Ninguém que dorme pode cantar, dançar e alegrar-se”.
Tony Pagliuca afirma que está honrado por poder ter composto as canções e que elas são uma maneira de levar a mensagem aos mais jovens.
Segundo a revista Rolling Stone, algumas faixas mostram o papa cantando músicas de louvor. Com informações de Rolling Stone

Campanha mundial de evangelização on-line começa 30 de setembro

Campanha mundial de evangelização on-line começa 30 de setembro

Uma organização internacional de evangelismo on-line deseja reunir milhares de cristãos dia 30 de setembro para criar uma “onda” de propagação do Evangelho. Um vídeo deverá ser compartilhado, juntamente com mensagens sobre Jesus. Eles desejam inundar as redes sociais e chamar a atenção do mundo.
Ian Walton, coordenador deste projeto na África acredita que essa e uma nova forma de evangelização em massa. O website da campanha foi traduzido para diferentes línguas. A versão brasileira pode ser acessada em www.vaportodomundo.global.
Oficialmente, entra no ar dia 30 de setembro, mas já é possível se inscrever e conhecer o material. A mensagem tem menos de dois minutos e termina com a pergunta “Por que eu acredito?” e mostra como as pessoas podem se inscrever e adicionar a sua voz, descreve:
A ideia é viralizar o material, compartilhando com o maior número de pessoas possível. Os organizadores apontam essa iniciativa como uma mensagem de esperança nos tempos difícieis que estamos vivendo.
Cerca de 100 mil pessoas já se inscreveram para o evento online até agora. Equipes regionais estão sendo treinadas para ajudar as pessoas que deram uma resposta positiva, desejando conhecer mais sobre Jesus.
O objetivo é ajudar a todos os interessados a encontrarem uma igreja local onde possam crescer espiritualmente. Acredita-se que em 48 horas após o lançamento os resultados já serão visíveis.
O entendimento é que redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram e outros explodiram em popularidade nos últimos anos, embora as Igrejas ainda não exploram a força deste meio como poderiam. Não se trata de divulgar uma igreja, mas a mensagem do evangelho.
O nome da campanha deverá ser usado com a hashtag #Vaportodomundo. A inspiração é o mandamento de Jesus em Marcos 16:15 para que o cristão “vá por todo o mundo” e pregue o Evangelho. O material foi preparado para diferentes regiões, incluindo América do Norte, América Latina, Europa, Ásia Pacífico, África, Rússia e Oriente Médio.
Walton diz que a mensagem da campanha é: “não importa de que religião ou tradição viemos, a verdade está em Jesus”. Ele acredita que para muitas pessoas essa será a primeira vez que eles vão falar sobre sua fé abertamente nas redes sociais. “Um pequeno passo de fé de um grande número de crentes causará um enorme impacto… Isso enviará, no reino espiritual, uma onda de choque. Deus vai usar isso como revelação da verdade”, conclui. Com informações Christian Post

Aline Barros Lança o DVD Infantil “Tim-Tim Por Tim-Tim”



Muito aguardado pelo público infantil, o quarto DVD da série “Aline Barros & cia” acaba de chegar nas lojas de todo país. O álbum trás doze músicas já lançadas no CD homônimo e que agora chega em forma de vídeo pra abençoar toda a família.

O #DVDtimtim fo gravado no início desse ano e contou com uma participação muito especial: a filha Maria Catherine, de três anos, canta, dança e ‘toca guitarra’ com a mãe na música Maria Dança.

Cenários lúdicos, coloridos; figurino exclusivo; computação gráfica de primeira linha… Tudo para fazer a festa dos pequeninos. A animadíssima “Dia de Parque” abre o DVD em grande estilo, ‘convocando’ todo mundo pra se divertir! E o que segue é um verdadeiro festival de cores, alegria e celebração, do jeitinho que só Aline Barros sabe conduzir.

Fonte: Site Oficial Aline Barros

Atores Guilherme Winter e Giselle Itié, o Moisés e a Zípora Da Novela Bíblica “Os Dez Mandamentos” São Vistos Aos Beijos No Rock In Rio




Da tela para a vida real. Os atores Guilherme Winter e Giselle Itié, o Moisés e a Zípora, principal par romântico da novela “Os Dez Mandamentos”, exibida na Record, foram flagrados aos beijos em um dos camarotes do Rock in Rio neste sábado (26).

Segundo informações do Uol, Guilherme até tentou desconversar o suposto relacionamento. “A gente está tão quietinho. Estamos tão discretos”, afirmou. Desde agosto circulam boatos de que os dois estariam juntos. A atriz Giselle Itié está solteira desde há pelo menos três meses. Em junho, ela se separou de Emílio Dantas, com quem estava casada desde fevereiro de 2014.

Na TV, o casal de atores é protagonista da maior produção exibida na emissora até então. Isso porque, a trama de Vivian Oliveira tem alcançado a casa dos 20 pontos na Grande São Paulo e já chegou a alcançar a audiência de “A Regra do Jogo”, de João Emanuel Carneiro, antes considerado a esperança da emissora carioca para recuperar a audiência perdida com “Babilônia”.

Fonte:TV Foco

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

5 atitudes de quem confia em Deus.




Confiar em Deus é algo que cada cristão deve ter em seu coração, mas muitas vezes confiar em Deus requer algumas atitudes de nossa parte, esperar em Deus pode demorar muito tempo, confiar em Deus pode colocar você em situações que todos vão te criticar e achar que você está ficando doido ou doida, mas pela palavra de Deus vamos conhecer pelo menos cinco atitudes de quem está confiando em Deus.


Primeiro: Quem confia age, não podemos ficar de braços cruzado, mas temos que fazer o que está ao nosso alcance, observe que a mulher do fluxo de sangue tomou uma atitude, Jairo foi até Jesus contar o seu problema. Muitas vezes não fazemos o possível e apenas ficamos esperando, mas quem confia em Deus faz o que está ao seu alcance crendo que Ele é fiel para fazer o impossível acontecer.

Segundo: Quem confia espera, depois que você fez o que esteve ao seu alcance você agora deve esperar com paciência, lembrando que Ele pode todas as coisas e se estiver na vontade dele Ele com certeza vai realizar.

Terceiro: Quem confia é direcionado por Deus, essa atitude é muito importante na vida do cristão, pois quem é direcionado por Deus não se decepciona e no final ver a gloria de Deus.

Quarto: Quem confia crer, não da pra dizer que está confiando em Deus e tentar resolver do seu jeito, demonstrando dúvida, quando apresentarmos a causa ao Senhor devemos ter fé e crer mesmo antes de ver. Sem fé é impossível agradar a Deus.

Quinto: Quem confia entrega, por fim se você confia em Deus, entrega tudo por completo e descansa, pois Ele não vai te deixar sem resposta, agora entrega 100% e deixa Deus agir na tua vida crente.

Por Rinaldo Ribeiro

Geração Jovem

Não se esquive de perdoar




Certa feita o Senhor Jesus pregava aos Seus discípulos a respeito de algo que é uma das principais bases do cristianismo: o perdão. Ele dizia que caso alguém errasse contra eles e viesse pedir perdão, o mesmo deveria ser liberado, perdoado, independente de quantas vezes o erro fosse cometido.

Você pode ler isso no livro de Lucas 17:3-6.

Os discípulos assustados disseram ao Mestre: "aumenta-nos a fé".

Eles transpareceram com a declaração acima que o perdão seria liberado a depender do tamanho da fé. Veja só! Colocaram uma desculpa. É como se nos dias atuais disséssemos: "Deus, aumente minha fé, pois não vai ser fácil perdoar um sujeito que erra contra mim tantas vezes. E a depender do que for fica mais difícil ainda!"

Eles também quiseram colocar seus deveres de servos sobre o Senhor Jesus, ao dizerem "aumenta-nos a fé".

Provavelmente eles não se deram conta de que estavam diante de Quem os perdoou e perdoaria independente da quantidade e profundidade dos erros cometidos.

É exatamente assim que muitos de nós pensamos e agimos. Sempre queremos o perdão de Deus mas não estamos dispostos a perdoar o nosso semelhante. Achamos um absurdo, só de pensar!

Os discípulos apesar de estarem com Jesus face a face colocaram os erros alheios (pecados, ofensas) como algo quase impossível de ser movido, arrancado e lançado nas profundezas do mar pelo simples ato do perdão. E é exatamente assim que muitos cristãos fazem.

Não foi à toa que Jesus respondeu: "Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá." Lucas 17:6

A amoreira é uma árvore cujas raízes são tão profundas que pode atingir metros e mais metros em busca de água. É uma árvore bem arraigada. Detalhe: Muitas vezes após ser cortada, volta. Percebeu a analogia com a quantidade de pecados que devem ser perdoados?

Jesus queria dizer que por mais profundo e enraizado que fosse o erro cometido e o grau de incidência dele, a minúscula existência de fé seria capaz de removê-lo e lançá-lo nas profundezas do esquecimento, apaga-lo, deletá-lo com o perdão. É exatamente isso que Ele faz com cada um de nós quando nos confessamos e nos humilhamos - Ele nos perdoa!!!

Procure obedecer este direcionamento de Jesus. Não procure desculpas para não perdoar, como fizeram os discípulos nesta ocasião. Se você quer o perdão de Deus, perdoe o seu semelhante. Se você não perdoar, muito menos Ele lhe perdoará. Não somos nós quem estamos falando isso! É Ele próprio, veja: "Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as vossas ofensas." Marcos 11:26

Lembre-se sempre que o perdão é uma das principais bases do cristianismo!

Se você não perdoa, lamentamos, mas você não pode ser um cristão verdadeiro, mesmo que se ache e se proclame um. Suas orações não serão atendidas. Estará longe, muito longe, d'Aquele a quem você diz ser servo. E o pior e mais trágico: perderá a sua salvação.

Sacrifique-se, submeta-se. Perdoe. Obedeça! Atenda a voz do Espírito Santo em direção a você através desta mensagem.




Mídia internacional fala sobre guerra entre Rússia e EUA

Mídia internacional fala sobre guerra entre Rússia e EUA

Na guerra midiática travada nos últimos meses entre a Rússia e os Estados Unidos, os rumores de guerra só crescem. O principal motivo do confronto entre as duas potências tem sido as provocações de ambas as partes, especialmente relacionados a sua posição em outros territórios.
Desde o começo da guerra civil na Síria, em 2011, que evoluiu para a guerra com o Estado Islâmico também no Iraque, norte-americanos e russos se colocam em lados opostos.
Enquanto a mídia americana mostra os americanos oferecendo armamento, munições, equipamento militar e de comunicação para os rebeldes, os russos negociavam com o presidente Bashar Al-Assad.
Por ocasião da invasão da Ucrânia no ano passado, os EUA fizeram ameaças a Putin, que não recuou. Para demonstrar que não está enfraquecido, os Estados Unidos, juntamente com a OTAN passou a reforçar a sua presença militar nos países do Leste Europeu, que fazem fronteira com a Rússia. Recentemente, fez os maiores treinamentos de tropas aerotransportadas desde o fim da Guerra Fria.
A iniciativa deixou a Rússia irritada com o que chama de “ampliação da atividade militar na Europa”. Moscou protestou, afirmando que isso poderá levar à “desestabilização na região e no mundo”.
Nos últimos meses, americanos e russos se opuseram novamente na guerra que ocorre no Iêmen. Moscou apoia os iranianos e financiam os rebeldes houthis, um grupo islâmico xiita. O presidente iemenita, Abed Rabbo Mansour Hadi, fugiu do Iêmen e pediu exílio na Arábia Saudita. Esta, por sua vez, apoiada pelos seus aliados, e os EUA formou uma coalizão, que conta com a presença de Emirados Árabes, Catar, Bahrein e Egito.
Curiosamente, Rússia e Irã também estão do mesmo lado quando se trata de atacar Israel. Enquanto Moscou apoia o Hamas, Teerã continua financiando o Hezbolah.
Esta semana, o premiê israelense, fez uma viajem de urgência até a Rússia para tratar das tensões no Oriente Médio. Netanyahu levou a Putin sua preocupação de que a ajuda russa ao governo sírio afete a segurança israelense. O envolvimento de Moscou na região cresce e isso, desagrada Obama.
Este mês, o Pentágono declaradamente reviu e atualizou seus planos para uma possível guerra com a Rússia. Desde o fim do colapso da União Soviética, é a primeira vez que isso ocorre.  O estopim poderá ser justamente os conflitos dos aliados de ambos no Oriente Médio. O site Russia Today, um dos veículos oficiais do governo russo vem mostrando esse escalonamento da tensão quase diariamente.
O ministro-adjunto da Defesa da Rússia, Anatoly Antonov, disse que a Otan está provocando a Rússia em uma “corrida armamentista”, depois que houve relatos de “mísseis americanos colocados em países da Europa Oriental e do Báltico.”
Ontem (22), foi amplamente noticiado que a Rússia enviou 28 caças de guerra para a Síria.
Acostumado a viver num clima de ameaça constante, as Força de Defesa de Israel acompanham detalhadamente o que acontece no seu vizinho ao norte. Em julho, convocou de emergência centenas de milhares de reservistas. Foi um dos maiores exercícios militares da história do Estado judeu.


fonte: gospel prime

Cadastre seu email e receba nossas novidades