terça-feira, 11 de agosto de 2015

Atacante do Fluminense divide o tempo entre a bola e a Bíblia e quer ser pastor


Atacante do Fluminense divide o tempo entre a bola e a Bíblia e quer ser pastor

O jogador Magno Alves, 39 anos, do Fluminense, se prepara para ser pastor e já celebra cultos no Rio de Janeiro. Hoje ele se afirma como evangelizador e tem recebido convites para ministrar em diversas igrejas.
O jornal Extra acompanhou a pregação do atleta na Assembleia de Deus em Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da capital fluminense, onde Magno explicou que se dedica ao seu chamado ministerial da mesma forma como se dedica ao futebol.
O atacante afirmou nessa entrevista que nasceu em uma família católica e que até chegou a ser coroinha. A conversão aconteceu quando ele passou a ler a Bíblia. “Quando fiz isso descobri o quanto de errado estava fazendo na vida”.
Entre essas coisas erradas estavam as festas comuns na vida dos jogadores. Tanto que neste culto ele afirmou que àquela hora ele poderia estar em uma festa, mas que após a conversão esse tipo de entretenimento passou a não fazer parte de sua rotina.
O evangelizador pregou contra a fofoca e disse que isso realmente acontece nos bastidores do futebol. “Questão da fofoca, de disse me disse, existe em todos os âmbitos da vida. Felizmente nós temos um grupo maravilhoso. Parece brincadeira, mas isso é verdade”, disse.
No Fluminense Magno foi bem recebido, no time há muitos jogadores evangélicos e eles sempre se reúnem para cantar e compartilhar mensagens religiosas.
De olho no seu chamado pastoral, o jogador Magno Alves está se preparando para ser ungido como pastor. “Você tem que se aprofundar para ser pastor, e tenho feito isso. Ser pastor é algo futuro para mim, isso é fato. Mas não posso perder tempo agora. Posso pregar o evangelho mesmo não sendo formado”.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades