sábado, 29 de agosto de 2015

7 maneiras de você desanimar seu pastor

7 maneiras de você desanimar seu pastor


Sabemos que Deus estabeleceu em Sua igreja servos que tem a responsabilidade de conduzir as ovelhas de Deus (1 Coríntios 12:28). Esses servos geralmente são conhecidos por nós como pastores. É claro que estamos falando aqui dos bons pastores, aqueles que realmente fazem um trabalho abençoado e guiado por Deus. Existem os maus, mas não queremos falar deles agora.

Pastores são também seres humanos. Por mais estranho que dizer isso possa parecer, têm pessoas que olham para os pastores achando que eles são super-homens, com superpoderes concedidos por Deus. E por acharem isso acabam agindo de uma forma errada com seus pastores, trazendo a eles desânimo e tristeza. Não são poucos os pastores que estão com crises de ansiedade e depressão devido a pressão que suas ovelhas erroneamente impõem sobre eles. Os fatores são diversos, mas hoje gostaria de falar um pouco de sete atitudes nossas, as ovelhas, que desanimam os pastores, que trazem tristeza ao coração deles, que trazem um impacto negativo sobre a vida e ministérios deles e, muitas vezes, também em suas famílias e na própria igreja.

7 maneiras de você desanimar seu pastor
1-) Arrume muitos problemas para seu pastor resolver

Pastor é pago para resolver problemas, não é verdade? Então arrume muitos problemas para ele resolver. Dê preferência para aqueles bem bobos, tipo cortar relações com um irmão da igreja porque ele não te disse boa noite quando passou por você ou brigar por causa de indiretas postadas nas redes sociais, que você acha que foram para você. Não esqueça de falar mal desse irmão para muitas pessoas, assim o pastor terá que tomar uma providência. Ironias à parte, os pastores ficam cansados e sobrecarregados com problemas infantis que muitas pessoas arrumam, gerando uma carga de trabalho grandiosa por causa de quase nada. Por que você não arruma menos problemas insignificantes e busca o amadurecimento nos seus relacionamentos? O pastor será muito abençoado se isso acontecer!

2-) Arrume uma forma de por defeito em tudo que for feito

Pastor tem obrigação de fazer as coisas perfeitas e cuidar para que cada ministério da igreja faça tudo certinho. Ache os erros e faça questão de sempre comunicar ao pastor cada erro em algo que for feito na igreja. Mesmo os erros mínimos, como aqueles erros de digitação que o rapaz que faz o boletim cometeu no último domingo. Cobre o pastor e diga que ele precisa ficar mais atento para que erros não aconteçam. Não se esqueça de comentar com muitas pessoas e se gabar de ter achado um erro “grave” e ter cobrado providências do pastor. Ironias à parte, que tal ser menos crítico destrutivo e ser mais construtivo? O pastor ficará muito animado com pessoas que não o procuram apenas para apresentar críticas a tudo que é feito.

3-) Não elogie nada do que é feito pelo pastor e sua equipe

Pastor não faz mais do que a obrigação quando faz uma coisa bem-feita. Para que elogiar algo que foi bem executado? Isso vai causar vaidade no coração do pastor, melhor não colocar diante dele essa tentação para que ele não fique orgulhoso. Ele precisa ficar humilde e elogios não vão ajudar. Ironias à parte, quando foi a última vez que você fez um elogio ao trabalho de seu pastor e equipe? Será que ele é tão carnal que não saberá lidar com um elogio ao trabalho dele? Pastores também precisam de incentivo.

4-) Nunca diga para ele que está orando pela vida e ministério dele

Fique calado. Nunca se aproxime de seu pastor e diga que tem se lembrado dele em suas orações, afinal, ele é o pastor, não precisa dessas coisas. Aliás, talvez nem precise de tanta oração assim, não é verdade? Ironias à parte, os pastores precisam saber que a igreja tem orado por eles, que se importam com eles. Por que você, como igreja que é, não diz isso ao seu pastor?

5-) Exija que o pastor sempre te atenda na hora e lugar que você quer

O pastor é pago pela igreja para estar sempre disponível. Ligue para ele sempre em horários inoportunos para tratar de questões não urgentes. Se ele te disser que não pode te atender naquele momento ou não atender a sua ligação, fale mal dele para membros da igreja que você sabe que são fofoqueiros. Onde já se viu um pastor não atender um membro? Ironias à parte, às vezes alguns membros tratam seus pastores como se eles fossem um hospital de emergência 24 horas aberto. Pastores também precisam de descanso, de tempo com sua família. Por que você não é mais compreensivo com seu pastor nos contatos que faz com ele? Será que somente ele pode te ajudar a resolver seu problema? E o restante da igreja, onde está?

6-) Fale mal das pregações do pastor pelas costas ao maior número possível de pessoas

Pastores precisam sempre pregar bem e do jeito que eu gosto. Quando alguma pregação não te agradar, critique bastante para outras pessoas, mas nunca ao próprio pastor. Diga que não gostou, diga que foi rasa demais, diga que não sentiu a unção de Deus na pregação dele. O importante é que ele fique sabendo disso, mas não pela sua boca, afinal, é meio chato falar essas coisas diretamente para ele. Melhor que ele fique sabendo de outra forma. Ironias à parte, muitas vezes temos uma crítica ao pastor, mas a fazemos de forma destrutiva e não construtiva. É verdade que nem sempre o pastor está em um bom dia e não são 100% das pregações que são as melhores do mundo todas as vezes. Mas será mesmo que essa é a melhor forma de encarar esse fato? Ou será que, na verdade, não é a minha forma de avaliar que está crítica demais?

7-) Não seja uma ovelha mansa, seja rebelde

Faça muitos atos de rebeldia para chamar a atenção do seu pastor, afinal, você tem opinião própria, não precisa se submeter a nada, tem a sua própria interpretação das coisas de Deus e não precisa de pastor nenhum que te diga o que fazer e como fazer. Ficar ouvindo o que o pastor diz é coisa de crente bitolado e você não vai se submeter a isso. Ironias à parte, muitas vezes a nossa rebeldia é destrutiva e não construtiva. Medimos as coisas pela nossa medida e nem sempre essa medida é aquela medida correta que a palavra de Deus ensina. Dialogue mais com seu pastor com mais mansidão e menos rebeldia.


fonte:www.esbocandoideias.com
Presbítero André Sanchez

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades