quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

No teu quarto – O segredo da oração secreta


No teu quarto – O segredo da oração secreta

Tu, porém, quando orares, entra no “teu quarto” e fechada a  porta, orarás a teu Pai, que vê em secreto te recompensará  (Mateus 6:6).
Certa vez escrevi dizendo que a Igreja de nossos dias gasta mais tempo (e dinheiro)  com marketing e divulgação do que com os joelhos gastos no chão.  E verdadeiramente estamos vivendo (e isso já faz tempo) uma crise no que se refere à oração na vida de muitos crentes.Um grande homem de Deus chamado Leonard Ravenhill disse que um homem não é maior que sua vida de oração.  E de fato, não há  como um homem se tornar uma referência espiritual segundo o padrão de Deus se não tiver uma vida de oração e devocional com Ele.
A oração é a respiração da alma. Por isso, em se tratando de um princípio espiritual, a negligência da oração na vida de um crente é como desligar os aparelhos de um doente terminal, onde se consegue viver por um tempo, mas que aos poucos vai caminhando para um caminho de morte.
As pessoas não percebem a importância que tem a oração, o falar com Deus e o reflexo disso no mundo espiritual.
Por anos congreguei numa igreja sempre teve como característica a oração, sendo um referencial nesse sentido. O hábito daquele lugar era antes do culto, “você ter um particular com Deus”. Mas como o passar do tempo notou-se que aquele tão importante hábito espiritual, que é a oração em secreto, havia sido substituído pela conversas, ou pelo entretenimento. O imediatismo da vida e os interesses pelas coisas deste mundo tiraram tempo das pessoas pensarem e Deus.  Comecei a notar que a oração habitual ficou em segundo plano e o que se via neste lugar, do pórtico ao altar, ou seja, dos bancos das igrejas até o púlpito era orações ‘fast food’, estilo “miojo”,de no máximo 3 minutos. A negligência que vi no púlpito era ainda maior, pois a oração foi substituída por cumprimentos imediatistas de uma falsa comunhão entre os líderes e irmãos.
E tudo isso nos mostra o quanto estamos precisando orar conforme os ensinamentos de Cristo. E Cristo nos ensina a orar diferentemente daquilo que algumas pessoas estão acostumadas.
Algumas pessoas que estão acostumadas a somente orar somente no templo, como os judeus, outros, porém, acham que o Senhor se manifesta mais nos montes como os samaritanos.  Porém, Jesus nos ensina uma oração diferente daquela que tanto os judeus, quanto os samaritanos estavam ‘acostumados’.
Cristo nos ensina a oração secreta, aquela que se faz no teu quarto.
Quando indagado por alguns religiosos como orar, Jesus diz nos ensina algo muito importante:
  •  Entra no teu quarto – O quarto é um lugar reservado, um lugar único de sua intimidade. Um lugar não somente para dormir, para descansar, mas onde você guarda suas coisas e tudo aquilo que te pertence. Quando Jesus nos ensina a orar ao entrar no quarto, Ele estava nos mostrando que a oração não pode ser algo sem atenção e sem a devida dedicação, mas algo “exclusivamente” entre você e Deus. Em algumas versões se diz: “Entra no teu aposento e …” Aposento não significa apenas quarto, mas residência e moradia. Então, independente do lugar, o objetivo de Deus é que você chegue a Sua Presença no lugar que Ele  reservou para você.
  •  Fechada a porta – Fechar a porta significa “não deixar que nada, nem ninguém venham atrapalhar sua comunhão com Deus. Fechar a porta é deixar para trás aquilo que é exterior, tudo aquilo que externamente te faz dispersar, buscar no interior do teu quarto a presença de Deus. Muitas vezes o mundo exterior acaba nos envolvendo com suas preocupações e seus males. Isaías disse:“Vai, pois, povo meu, entra nos teus quartos e fecha as tuas portas sobre ti, esconde-te só por um momento, até que passe a ira” (Is 26:20).Como já foi dito, aposento significa também um lugar como uma moradia e casa . Quando da passagem (páscoa)  do povo de Deus pelo Egito uma praga seria lançada sobre as portas, onde o destruidor viria . passaria a ferir os egípcio e consumiria a todos. Porém, aqueles que tivessem o “sangue do Cordeiro” nos umbrais das portas, estes não sofreriam o dano (Ex 12: 21-23). E foi o que aconteceu. O destruidor passou nas portas dos ímpios e os destruiu, porém ao povo do Senhor, dano nenhum houve.Da mesma forma, a nossa casa, nossos aposentos e nossos quartos devem estar protegidos pelo “sangue de Jesus”. Através da obediência na oração, podemos clamar ao Senhor e ver o Senhor nos livrar. Como diz o salmo 34:Busquei o SENHOR e Ele me respondeu, e dos meus temores todos Me livrou (Sl 34:4).
  • Orarás ao teu Pai – Na Antiga Aliança haviam vários nomes para designar o Deus de Israel. Cada nome significava algum atributo que Deus tinha , sendo que Israel de forma nenhuma ousava pronunciar o nome do Senhor . O povo do Senhor era conhecido como “Filhos de Israel”.  O profeta messiânico Isaías chegou a mencionar o Senhor como Pai (Is 63:16;64:8). Porém Jesus nos ensinou que o Senhor não era apenas o Senhor  daquela nação, mas Pai para todo aquele que crê Nele.  Como diz a palavra:
E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus. (Mateus 23:9)
Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome (João 1:12)
Jesus nos mostrou que o Deus dos hebreus era além de Criador e Senhor, era também Pai.Não era mais o Deus vingador da Lei, mas o Pai amado do tempo da Graça. Já não era mais o Deus inatingível, mas um Pai presente. Um Pai que não nos desampara quem O busca , que ouve o clamor de um filho e que recompensará segundo suas obras (Salmos 9:9-10; Apocalipse 2:12).
4.  O teu Pai que vê em secreto te recompensará – A palavra do Senhor diz que o Senhor recompensará conforme as nossas obras (Romanos 2:6).  A palavra de Deus diz que o Senhor é  galardoador para todos aqueles que O buscam (Hb 11:6).
Jesus certa vez disse:
E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? (Mt 7:9-11)
Nosso pai é galardoador, ou seja, recompensado e não nos dará algo que não Seja Sua vontade. Porém como Pai, não nos daria alguma coisa que nos causasse dano. O Senhor não nos dará “tudo” que pedimos(Ele bem sabe que alguns pedidos nos levariam a ruína),  mas fará “tudo” para nos dar aquilo que “necessitamos”.
A questão é se nossa motivação está na busca do GALARDOADOR ou no seu galardão, ne benção de Deus ou no ABENÇOADOR.
Quando o Jesus diz.. O teu Pai que vê em secreto te recompensará é porque a oração não precisa ser algo audível para os outros ouvirem e nos recompensarem. É o Senhor que nos recompensa e sabe de todas as nossas intenções (Salmos 139).
Jesus nos ensina a não ser como o fariseu que orava “orgulhosamente” de si para si mesmo(Lucas 18:11).  Nossa oração tem que ser um diálogo secreto em humildade com Deus e não um uma conversa pública para demonstrar aos homens ostentação espiritual de santidade.
O Senhor rejeita a hipocrisia e a falsidade, pois são máscaras que maquiam a religiosidade e não produz efeito diante de Deus. É preferível ser um pecador penitente a um religioso convencido de si. Na parábola do publicano e fariseu que nos ensina que a oração verdadeira e justificada é aquela feita com temor e verdade (Lc 18:9-14). Nosso pai valoriza muito a humildade do filho, suas ações em secreto e sua atitude sincera.
O secreto não mostra aos homens, mas somente ao Pai, mostrando uma total dependência e confiança Nele. Jesus nos ensina que não devemos “tocar a trombeta”, ou seja, demonstrar aos homens nossas atitudes para receber deles a glorificação. Estes que demonstram tal atitude já receberam a sua recompensa. (Mateus 6:2).
Mas aquele que dá a Deus em secreto, esse será recompensado publicamente. (Mateus 6:4).
Devemos, portanto, entrar então no lugar secreto, através da oração secreta (onde ninguém vê) confiando e contando todos os nossos segredos a Ele, somente ao Pai a quem devemos receber grande galardão.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades