quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Evangélicos com depressão? Evangélicos com solidão?


O grande problemas dos evangélicos e se acharem superior e por isso imunes as doenças da alma. É infantil demais pensar que só porque servimos (a maioria de nós não entendeu o que é servir) a um Deus vivo, estamos livres de problemas relacionados a mente e a alma. “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal”. Nós lemos isto e não entendemos que carregamos as consequências de viver no mundo.
Eu mesmo sempre tive problemas em lidar com a dor, a perda, a solidão e a depressão. Talvez por isso sempre que posso, falo da dor e do porquê Deus as vezes parece ausente no momento da depressão.
C.S. Lewis escreveu em um de seus livros:
 “Enquanto isso, onde está Deus? Este é um dos sintomas mais perturbadores. Quando você está feliz, tão feliz a ponto de não ter a sensação de precisar dele, ao recorrer a Ele com louvor, você é recebido de braços abertos. Mas recorra a Ele em um momento de desespero, quando todos os demais tipos de ajuda se mostram inúteis, e o que você encontra? Uma porta se bate no seu rosto, e você ouve o som da tranca que a fecha por dentro. Depois, segue-se o silêncio. Você pode tratar de ir embora.”
De fato, quando estamos nos sentido deprimidos e sozinhos Deus parece “fugir” de nós. Quando pensamos em falar sobre isto com os “irmãos da igreja”, logo receamos, pois hoje em dia o diabo tomou proporções de um “Semideus”, de tal modo que logo estarão expulsando ou “entrevistando” o diabo em você, pois para eles a dor na alma tem a ver com a quantidade de jejuns que não foram feitos ou com a quantidade de vezes em que você tentou orar mas não falou em línguas, só em lágrimas.
Evangélicos com depressão
Só quem já passou ou está passando por isso sabe do que estou falando. É quando você é tomado por uma dor que no inicio não incomoda mas que, conforme o tempo passa, se transforma em algo que toma todas as suas forças. Nem o que dava prazer e gáudio em você é poupado. De fato, quando o inverno chega, só pensamos na primavera e na possibilidade de andar descalço no verão, pois todas as nossas referências de inverno se limitam a um tom cinzento. Mas o problema é quando o inverno demora tanto a passar que a única solução é calçar as botas da solidão e se trancar no quarto da alma, esperando (em vão) que alguém não o julgue pelos cacos quebrados, mas te ajude a colar os pedacinhos que sobraram.
O Apostolo Paulo chamou esta “estação” de dia mau, mas o problema é que não dura um dia! O trem da nossa existência insiste em ficar parado nesta estação por um longo período, sendo que, para quem está do “lado de fora”, as vezes a parada dura algumas horas, mas para quem está dentro do trem, a parada pode ser uma “eternidade”.
Lendo isto (pois se você leu até aqui é porque está realmente passando, ou conhece alguém que está passando por isso), você me pergunta: “Como um evangélico pode lidar com a depressão e a solidão?”. A resposta é simples: Como todo mundo! Procurar um psicólogo e fazer terapia deve ajudar você a melhorar gradativamente. Outra dica que dou é escrever, praticar esportes e procurar uma atividade (talvez você possa criar um blog).
Se você entrou aqui esperando ler centenas de versículos isolados, dizendo que você é o melhor do mundo e que a sua depressão/solidão é resultado de uma ação diabólica, você infelizmente não quer ouvir a verdade. A angústia é sua, do mesmo modo que a depressão/solidão é minha! Deus pode curá-lo, claro, mas saiba que se assim ele fizer, ele estará lidando um “pirulito” e nada mais. As pessoas acham que Deus tem obrigação de curá-las de todos os males, e de fato ele pode curar, mas não vai! Você quer a cura para a sua alma? Seja você mesmo a cura!

Como um evangélico pode lidar com a depressão?

A Graça não nos desnaturaliza! Conheci diversas pessoas que nos cultos evangélicos eram conhecidos como “homens de Deus”, mas que não aguentavam pensar que na segunda-feira precisavam trabalhar. E isto não porque eram preguiçosos, mas porque durante o culto entravam em estado de êxtase e não se lembravam mais de como a depressão/solidão estava instalada como um vírus de computador em suas almas. Mas como já disse diversas vezes aqui no blog: “o verdadeiro evangelho não é para ser vociferado nos púlpitos, mas para me ajudar no dia a dia”, pois só você sabe para qual casa vai voltar depois do culto. Só você sabe para qual emprego, para qual escola, para qual marido, para qual esposa você voltará depois do culto. Ou, neste caso, só você sabe para qual você, você voltará!
Sendo assim posso dar algumas dicas de como você pode lidar com a depressão/solidão:
  • Pratique esportes (de preferencia a esportes coletivos)
  • Escreva, mesmo que seja para você mesmo. Por mais que ninguém mais leia, escreva como você está se sentindo.
  • Procure um psicólogo em sua cidade, com certeza ele saberá o que fazer com você.
  • Leia o Novo Testamento, de preferencia os quatro evangelhos.
  • Ocupe a mente com algo prazeroso. Brinque com os seus filhos, brinque com a sua esposa(o) ou com alguns amigos especiais.
  • Saia de casa! Vá tomar sol, correr, andar de bicicleta, suar e fazer caminhadas.
  • Aprenda que o que você está sentindo não é exclusivismo seu, mas milhões de pessoas ao redor do mundo também sentem.
Eu poderia falar mais sobre este assunto, pois como já revelei, passei e passo por isso.
Porém aguardo o dia em que tudo ficará para trás, e assim como o dia mau demora “uma eternidade”, a minha existência ao lado Dele será eterna, pois hoje vejo como em enigma e me pergunto “porquê”, mas chegará o dia em que verei face a face e tudo será claro. Pois posso sofrer de tudo, mas atrás da depressão, da dor, da angustia e da solidão, há um espacinho na minha alma que ainda não foi devorada, pois é a parte que carrega a fé naquilo que ainda não vi, mas que espero!
PS: Não tenha vergonha em procurar um psicólogo. Saiba que Deus deixou os médicos e deu capacidade aos homens de curar gripes, mesmo ele (Deus), tendo o poder de curar cânceres.
Até Já!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Cadastre seu email e receba nossas novidades