Últimas notícias

A Sentença Divina


A Sentença Divina

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Isaias. 55:6)
Um Dia, como está profetizado, o SENHOR julgará todas as nações da terra. Ele é o Justo Juiz. Seu Tribunal é Supremo de verdade. Em sua Sentença não haverá erros.
Dia do Juízo Final. Neste dia, qual será a sua ficha? Ficha de quem viveu na retidão ou na marginalidade? Ficha de quem viveu na prática da pureza ou da impureza? Lá no céu, diante do Último Tribunal, como estará a sua ficha?? Já parou pra pensar?? Como será que o Justo Juiz dará a Sentença Dele a você? Direita ou esquerda, céu ou inferno?
É, amigo (ou amiga), você que gosta de zombar das coisas de Deus por ai… É para você mesmo este artigo. Esse Dia vai chegar. Não é novela, nem filme de ficção!!
Lá no céu só haverá o papel de um Juiz e de um Advogado, você precisa estar do lado deles e eles do lado de você. Mas, isso só acontecerá para os que creram em vida! Aos que viveram a vida zombando de Deus, não terão direito ao Advogado. Se liga, lá é céu, não é mais terra onde a “amizade” ou o “dinheirinho” dava “jeitinho” pra tudo!
Mas, lembre-se, tanto o Nosso Juiz, quanto o Nosso Advogado desejam o seu bem!! Lá no céu, logo no início das coisas Eles elaboram um Plano, e você ainda pode seguir esse Plano. O Plano de Deus é que você não se perca, e, no Último Dia, você não seja um daqueles que irão para o inferno por haverem rejeitado a Deus.
Aqui na terra, nós, os que cremos nesse Plano de Salvação, estamos orando e torcendo por sua regeneração para que com isto, você consiga ter a chance e a dignidade de poder entrar no reino dos céus com as mãos e a mente cheias de purezas. E, desta forma conseguir ter acesso ao novo convívio espiritual da nação do reino de Cristo.
Esse texto não é direcionado apenas aos que cometeram crimes e estão por detrás das grades. É direcionado a todos aqueles que resolveram viver cometendo pecados, numa vida espiritual à margem de Deus, fora de seu convívio divino, praticando toda a sorte de impiedade (ainda que legais para as nações da terra, mas ilegais na nação que não é da terra, a Nação Santa, o Novo Reino, o Reino de Cristo). O Supremo Tribunal de Deus considera pecado como pecado. Não existe projeto de lei terreno que mude o projeto divino.
O juízo final é um evento único e ocorrerá no fim dos tempos. Não importa se estiver vivo ou estiver morto. TODOS SEREMOS JULGADOS POR DEUS! Neste dia, a ficha de todos deverá estar com a sua história de vida na limpeza para que se tenha o conforto do céu. Quem estiver com a ficha suja (histórico de uma vida inteira de pecados, não confessados e sem arrependimento) será lançado no lago de fogo do inferno.
Perto está a minha justiça, vem saindo a minha salvação, e os meus braços julgarão os povos; as ilhas me aguardarão, e no meu braço esperarão.” (Isaias 51:5).
Para ficar mais claro ainda é melhor dizer assim: quem brincou com Deus, quem o levou em gozação, e quem resolveu viver na impureza vai ser julgado conforme as suas obras de perversão, e receberão a Sentença Divina de morte eterna, de acordo com as suas vis decisões de pecado, e em seguida irão amargar para sempre a maldição do inferno. Todos tiveram as suas chances de mudança, mas as desprezaram! Neste contexto, não caberá mais recurso algum. É o fim!
Em contrapartida, quem viveu uma vida segundo os princípios da Palavra de Deus, e quem resolveu levar a sério os princípios divinos, regenerando-se da impureza, também serão julgados segundo as suas boas obras e, já lavados pelo sangue de Cristo, auxiliados pelo seu Advogado (Jesus), terão parte no reino dos céus, ali morarão para sempre com o Eterno Criador.
Você pode até rir disso agora, mas no final, a Bíblia diz que haverá choro e rancor em troca de suas zombarias.
E disse-lhe um: Senhor, são poucos os que se salvam? E ele lhe respondeu: 24  Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão. 25  Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois; 26  Então começareis a dizer: Temos comido e bebido na tua presença, e tu tens ensinado nas nossas ruas. 27  E ele vos responderá: Digo-vos que não sei de onde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais a iniqüidade. 28  Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, e Isaque, e Jacó, e todos os profetas no reino de Deus, e vós lançados fora.
Quem será julgado?
Todas as nações, línguas, povos, raças e tribos; vivos e mortos, pobres e ricos, todos serão julgados segundo as suas obras, quer sejam obras conhecidas, quer sejam ocultas. Não há excepcionalidade. Todos serão julgados um a um. Até os anjos (por causa da rebeldia) serão julgados (Judas 1:6)
Qual o propósito de o julgamento final acontecer?
Todo juízo tem uma finalidade de se exercer a justiça. No caso da justiça divina, isso não poderia ser diferente. No dia do juízo final, que é indiscutível, porque neste julgamento não haverá erros, a justiça divina ocorrerá, como assim foi profetizado. Ele se alegra com a justiça dos homens e levanta a sua ira contra a impiedade na terra. Ele é um Justo Juiz (II Tim. 4:8). Cada um será julgado por suas próprias obras ou escolhas. (A melhor escolha da vida é a de ouvir a Deus e obedecer aos princípios de sua Palavra. Aos obedientes e retos de coração, uma bênção, um presente eterno, a vida eterna.
“Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda” (II Tim. 4:8).
Em contrapartida, aos desobedientes, aqueles de coração duro e impenitente, lhes é reservado a maldição, a morte eterna. Isso é justo, fiel e verdadeiro. Apesar disso, Deus é bom. Todos tiveram as suas chances de honrá-lo em vida.
Deus é juiz justo, um Deus que se ira todos os dias. (Salmos 7:11).
Que Neste dia possamos dizer como disse o Apóstolo Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. (2 Tim. 4:7).
Para quem deseja se arrepender neste momento deixo este video de Ton Carfi:

ORAÇÃO:
Caso você deseje mudar de vida para ser livre de Sentença de morte eterna, faça esta oração: “Deus, eu não te conhecia, por isso zombava de Ti. Eu havia escolhido a pecar mesmo deliberadamente. A minha escolha da vida foi ser um perverso, um pecador voluntário, ímpio, sem fé, sem regras divinas, sem lei espiritual a seguir. Era um arrogante de carteirinha e egoísta até o pescoço. Era um zombador da Bíblia. Assim, eu ia receber a sentença de morte no inferno.
A minha vida era impura, cheia de maldades. Pecava (involuntária ou voluntariamente, com arrependimento), depois passei a praticar a transgressão (violação voluntária sem arrependimento ou com arrependimento) e, depois a iniquidade (transgressão voluntária, negação a Deus, blasfêmia, maldade deliberada e desenfreada). Um mundo de amargura, ódio e ilusão.
Sabia que precisava de Ti, mas o pecado do orgulho que habitava em mim, não me deixava dobrar a Ti, nem me render à Tua palavra. MAS, hoje eu me arrependo das rebeliões e maldades que pratiquei e converto isso em novidade de vida. Pequei muito, mas eu sei que o Senhor também perdoa muito, pois a Bíblia diz que aonde abundou o pecado, superabundou a graça.
Por favor Jesus, seja o meu Advogado, hoje e até Aquele Dia, pois eu não quero ir para o inferno! Eu quero morar no céu Contigo para todo o sempre! Amém!
Se você fez esta humilde oração, procure um pastor de uma igreja perto de sua casa. Ele vai ajudar você nesta nova caminhada.
Que o Senhor te receba em nome de Jesus!
Até a próxima.
Claudinho Santos

autor(a)

Claudio Santos

Claudio Santos


Nenhum comentário