Últimas notícias

Assistência religiosa em hospitais vira lei em Piracicaba


Assistência religiosa em hospitais vira lei em Piracicaba

Depois de ser aprovado pela Câmara de Piracicaba (interior de São Paulo), o projeto de lei foi sancionado pelo prefeito Gabriel Ferrato (PSDB) e passa a autorizar “assistência religiosa” nos hospitais, asilos e abrigos para idosos da cidade.
Com a lei, de autoria dos vereadores evangélicos Paulo Campos (Pros) e Luiz Carlos Arruda (PV), os pacientes de instituições públicas e privadas que solicitarem apoio religioso poderão receber padres, pastores e outros líderes espirituais.
Ao justificar a lei, Campos afirmou que muitos religiosos estavam sendo impedidos de entrarem nos hospitais para visitar fiéis. “Faço reuniões com frequência com líderes de várias religiões que me alertaram que muitos que iam orar com os enfermos estavam sendo barrados nos hospitais”, disse ele ao G1.
Mesmo sendo evangélico, o vereador resolveu incluir no projeto representantes de todas as religiões, sem privilegiar nenhuma. “Em geral as famílias do enfermo pedem a presença do sacerdote, para orar pela melhora da pessoa, confortá-la em um momento de aflição”.
Uma lei federal já garante o atendimento religioso em hospitais, abrigos para idosos e asilos, mas em Piracicaba a lei não estava sendo cumprida. A lei municipal amplia esse atendimento até para doentes que estejam em unidades prisionais como cadeias e delegacias. A permissão municipal, porém, não vale para os locais que sejam de administração estadual. Com Informações G1.

Nenhum comentário