Últimas notícias

.E ENTÃO VIRÁ O FIM. (Mt. 24. 14) - PB: ANTONIO FONSECA



         Eles estão perplexos, mostraram a Jesus a megaestrutura do templo que durante 46 anos o rei Herodes, havia reformado, e diante do cenário de uma das mais belas arquiteturas da sua época, Jesus lhes afirma; Não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada. Chocados por esta informação, os discípulos interrogam Jesus a respeito do fim, o qual lhes é respondido e deixado para nós, o famoso sermão da montanha. Quanto ao que Jesus falou que aconteceria com o templo, se cumpriu na integra, Flávio Josefo conta na história dos hebreus, que quando o imperador Tito invade Jerusalém por volta do ano 70 d.c. Ele deu uma ordem aos seus soldados para que não destruíssem o templo, um dos soldados revoltado lançou dentro do templo um faixo de fogo, o qual fez derreter o ouro que havia nas paredes e para que não houvesse desperdício, tiraram pedra por pedra cumprindo assim o que Jesus havia dito.

            Não existe uma sequência de fatos em ordem cronológica do capitulo 24 de Mateus, mais existe um ponto de interrogação que perdura por anos na mente de muitos crentes. Se tivéssemos a grande oportunidade que aqueles homens tiveram, com certeza, estaríamos cercados das mesmas dúvidas, e iriamos querer uma resposta assim como eles.

            Desde que aceitei Jesus no ano de 1986, ouço a igreja pregar sobre a eminente volta de Cristo, para buscar os seus escolhidos. E para que isso aconteça se faz necessário o cumprimento dos sinais proféticos. E ai paira uma grande dúvida, pois o evangelho ainda não foi pregado em todo mundo, existem mais de um bilhão de pessoas que não conhecem Jesus ou que nunca ouviram falar sobre ele. Está certo afirmarmos que Jesus pode voltar ainda hoje? Talvez você já tenha engrossado a lista dos que pensam assim, e que se questionam exatamente pelo texto completo do verso 14 de Mt. 24, que diz: E este evangelho do reino será pregado em todo mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.


            A grande questão, é que centralizamos o arrebatamento como sendo o ultimo acontecimento escatológico da humanidade, e a pregação do evangelho como algo que só acontecera antes do arrebatamento da igreja, e que nunca mais as pessoas ouvirão o evangelho do reino. Primeiro em momento algum Jesus apontou o rapto da igreja como o fim, e em segundo lugar a expressão, fim, esta anunciando que algo acabou, e isso não diz respeito ao arrebatamento, pois o evangelho continuará sendo pregado durante o período da grande tribulação.

           A palavra de Deus ela subsiste para sempre, e eu sei naturalmente, que se Deus quiser ele prega em menos de um minuto ao mundo inteiro através da natureza, pois o salmista Davi diz: Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes em toda a extensão da terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. ( Sl. 19.1-4 )Então imagine comigo, Deus tem o poder de fazer o seu nome ser reconhecido e temido ao mesmo tempo, mais não será assim, o evangelho será levado em testemunho entre todos os povos, mais quando isto acontecer não estará ligado ao arrebatamento, e sim ao fim. Perceba o que o mestre falou, pois até no milênio, os judeus serão porta voz da presença do seu Deus na sua terra, onde o Senhor Jesus estará regendo as nações com vara de ferro.

            É importante saber que antes que o fim chegue, muitas coisas ainda se darão na terra, o arrebatamento será um dos maiores acontecimentos, testemunhado por toda a imprensa da terra, mais se lembre, isso não será o fim. Ocorrerá um período negro sobre a terra, período este de grandes cataclismos, o juízo divino estará em evidência, e tudo que já vimos até hoje, não se compara com o que há de acontecer, as pessoas ficarão atônitas, haverá corre-corre e desespero, mais em meio a tudo isso, o evangelho não deixará de ser pregado. O evangelista João viu uma multidão tão grande como a areia da praia, e quando ele perguntou quem eram eles? A resposta foi; Estão vindos da grande tribulação.


             Na metade da grande tentação que há de vir sobre toda terra, o então governante mundial romperá a aliança com o povo de Israel, e para piorar ainda mais a situação, envolverá o restante dos povos em uma guerra, contra os judeus, mostrando que tudo que estará acontecendo, o culpado será Israel, e a partir dai os judeus se darão conta de que foram enganados, e até a grande guerra do armagedom que se dará no final da grande tribulação, muitos judeus se voltarão ao verdadeiro Messias, culminando no dia triunfal, em que Jesus virá a olho nu, e o monte das oliveiras será fendido, o remanescente de Israel encurralado pela guerra, verá a gloria do Senhor. Zacarias o profeta, escrevendo sobre esta cena, diz que Deus derramará o espírito de graça sobre eles, os quais reconhecerão o Messias que eles haviam transpassado, e ali acontecerá o grande livramento, onde a partir de então se dará inicio a implantação de um reino de paz sobre a terra, que durará por mil anos.

         Nenhum destes acontecimentos mencionados implica precisamente no fim, estão ligados com o fim, mais como podemos ver grandes acontecimentos ainda se darão até que venha o fim. Sem sombra de dúvidas, Jesus poderá voltar agora, e este grande acontecimento, prossegue o princípio das dores, a caminho do fim. Estejamos pois, preparados para este encontro glorioso.


      FIQUEM TODOS NA PAZ DO SENHOR

Pb: Antonio Fonseca.
Contatos:
Oi   (84) 8807-7945
Tim (84) 9990-7514

2 comentários:

  1. Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, na verdade nunca o mundo viveu tanta devassidão hipocrisia e desprezo pelo próximo, a imoralidade se multiplica a cada dia e os governos desgovernam, sim amigo Jesus breve vem. Se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante
    e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
    Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  2. Paz do senhor irmão Antonio Jesus batalha, é para mim uma verdadeira honra receber sua visita em meu blog, o texto acima é de meu tio o Pb: Antonio Fonseca, que ficou encantado pelo seu blog, e sem duvidas vamos seguir, fique a vontade para compartilhar qualquer estudo que gostar, vos deixo um enorme abraço homem abençoado, também podia esse tem Jesus ate no nome. fica na paz abençoado.

    ResponderExcluir