Últimas notícias

O gigante precisa ficar acordado

O gigante precisa ficar acordado

O Brasil e o mundo presenciaram em 2013 diversas manifestações populares por todo território nacional que eclodiram inicialmente para questionar os aumentos nas tarifas de transporte público, principalmente em Manaus, Fortaleza, Natal, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. As manifestações tomaram repercussão internacional e passaram a contestar os elevadíssimos gastos públicos em grandes eventos esportivos, a péssima qualidade dos serviços públicos e a revolta popular contra a corrupção em todas as esferas do Poder Público.
Segundo os analistas políticos foram as maiores mobilizações no país desde o impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello em 1992, e tiveram aprovação de pelo menos 84% da população. Diante de tal cenário vimos o famoso ‘’slogan’’ nos jornais e redes sociais sendo anunciado: “O gigante acordou!”. Confesso que eu mesmo propaguei isso nos meus nichos de influência na sociedade. Porém, a pergunta que não quer calar é: Será que o “gigante” ainda está acordado? Ou será que o “gigante” foi hibernar de novo? De novo? E a Igreja? Vai ficar calada? Pense nisso.
Esforçando-me para analisar os fatos contemporâneos de maneira honesta e coerente à luz das Escrituras Sagradas e da realidade de nosso amado Brasil no século XXI, creio que a sociedade foi e continua sendo alvo de um planejamento maligno e sutil de implantar uma ditadura ideológica anti-cristã. Existe uma cúpula de ‘’poderosos’’ que não se interessa que o ‘’gigante’’ fique acordado.
Aliás, essa cúpula é sabidamente perseguidora da Igreja e tem medo do voto religioso no país, que hoje sabidamente decide até mesmo uma eleição presidencial! 2014 vem aí! Percebemos que muitos veículos de mídia financiados pelos ‘’poderosos’’ trabalham para destruir o modelo tradicional da família e desconstruir a heteronormatividade. Pense nisso.
Diante disso, acredito que  a maior crise nacional não é econômica, mas moral. Isso mesmo, moral! O caos moral e espiritual em uma nação são oriundos do desprezo da população às leis e princípios estabelecidos por Deus. Sei que alguns dirão revoltadamente: – O Estado é laico, não misture as coisas seu fundamentalista! Entretanto, sei que muitos outros me apoiarão rebatendo: – O Estado é laico, mas não é ateu! O Brasil é religioso sim! Ora, é claro que é.  Ou você tem dúvida disso? Segundo o IBGE de 2010 num contexto de 190,7 milhões de brasileiros, a Igreja Evangélica agrega  mais de 42,2 milhões ou 22,2% da população. Éramos 13,3 milhões em 1991.  Mas, parece que uma minoria libertina e anticristã da população brasileira quer impor à maioria dos brasileiros seja evangélica ou não, não só a censura às suas opiniões e pensamentos, como também deseja deflagrar uma inquisição jurídica no Brasil.
Apesar dessa crescente demolição moral na nação, a população brasileira é, em sua maioria, conservadora quando se refere a mudanças na legislação a respeito de temas polêmicos como aborto, casamento homossexual e uso de drogas. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Vox Populi em novembro de 2010 com 2200 entrevistados, revelou o que já sabidamente se previa. De acordo com o estudo, encomendado pelo portal IG, 82% dos entrevistados são contra descriminalizar o aborto, enquanto 60% não querem permitir a união civil de gays e 87% são contra a legalização do uso das drogas. O estudo mostra ainda como os brasileiros avaliam a adoção de crianças por casal homossexual. Dos entrevistados, 61% avaliam que o país não deve permitir que gays adotem crianças.
Definitivamente, todo o Povo de Deus em nosso país precisa agir e resistir contra essa tentativa dos “poderosos” de neutralizar o “gigante” brasileiro. A Igreja é e precisa ser voz profética nesse país nesse momento. Não é hora de alimentarmos divisões e disputas denominacionais que são carnais e  uma verdadeira vergonha no Corpo de Cristo! Chega de tanta vaidade! Chega de tanta mediocridade!  Ao contrário disso, é hora de toda Igreja soar a trombeta, orar pelo Brasil e pregar o Evangelho ao imenso povo da nossa nação e como Povo de Deus unido declarar como voz profética : “Feliz é a nação! Cujo Deus é o Senhor” Sl 33.12. Aleluia!  Ele espera por você!      “Em Deus faremos proezas…” 
* As opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores

autor

Mauricio Price

Mauricio Price


Nenhum comentário