Últimas notícias

Poder e autoridade na liderança


Então se aproximou dele a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos, adorando-o, e fazendo-lhe um pedido. E ele diz-lhe: Que queres? Ela respondeu: Dize que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino. Jesus, porém, respondendo, disse: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu hei de beber, e ser batizados com o batismo com que eu sou batizado? Dizem-lhe eles: Podemos. E diz-lhes ele: Na verdade bebereis o meu cálice e sereis batizados com o batismo com que eu sou batizado, mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence dá-lo, mas é para aqueles para quem meu Pai o tem preparado. E, quando os dez ouviram isto, indignaram-se contra os dois irmãos. Então Jesus, chamando-os para junto de si, disse: Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo; Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos. (Mateus 20:20-28)

Jesus define claramente sua visão de poder. Ao reler o texto, reflita sobre essas verdades e pense em como elas se encaixam em sua liderança. Os quatros passos abaixo têm o propósito de ajudá-lo nessa tarefa:

1 - Releia o texto e imagine a cena. Imagine os apóstolos e Jesus a caminho de Jerusalém. Que ambiente sugerem os versículos de 17 a 19? Como estava o ânimo deles?

2 - Agora observe a conversa entre Jesus e a família de Zebedeu (v. 20-23). Imagine o Filho de Deus fazendo a você a pergunta do versículo 21! O que você responderia? O que eles de fato estavam pedindo? Pense além da resposta óbvia e imagine o sonho deles. Com base na sua experiência em situações semelhantes, o que você imagina ter sido a motivação (boa ou não tão boa) deles?

3 - Observe a reação dos outros discípulos no versículo 24. O que gerou a indignação deles?

4 - No versículo 25 Jesus identifica a concepção que eles tinham de poder: "Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas". E no versículo 26 revela-lhes a concepção que tinha a respeito de poder e liderança.

Pense um pouco sobre isso. Após a ascenção de Jesus, esses homens estariam no controle do empreendimento divino. Tornar-se-iam os líderes do escalão maior de toda a história do cristianismo. Teriam de assumir esse ministério sem precedentes e sem documentos históricos aos quais pudessem consultar ou seguir. Seriam os únicos apóstolos. Sua qualificação mais alta, no entanto, era que haviam sido instruídos por Jesus. Tinham o exemplo dele como ponto de referência. E aqui ele os aconselha a não abusar da autoridade que teriam sobre os outros.

Os versículos 26 e 27 registram uma das declerações mais prufundas já feitas sobre o uso eficiente de poder, autoridade, influência e posição. Leia outra vez esses versículos e tente descobrir quanto esse paradigma afeta seu status de líder.

Observe algo importante aqui, invisível na superfície. Jesus menciona duas posições de liderança: "importante" e "primeiro". Quantos podem ser "importantes"? E quantos podem ser "primeiros"? Agora observe as funções que levam a cada uma dessas posições. Para ser importante, a pessoa dever ser ... , e para ser primeiro, deve ser ... A diferença está na intensidade e na atitude da pessoa quanto à utilização de seus recursos para servir aos outros. Se você tiver alguma dúvida sobre a sabedoria dessa forma de agir, pense na declaração final de Jesus (v. 28) Fonte: Bíblia do Executivo - CPAD.


Read more: http://curiosobiblico.blogspot.com/2013/09/poder-e-autoridade-na-lideranca.html#ixzz2erYxBH00

Nenhum comentário