Últimas notícias

“O Homem de Aço”: produtores do filme enviam material com comparações entre o personagem e Jesus Cristo a pastores

“O Homem de Aço”: produtores do filme enviam material com comparações entre o personagem e Jesus Cristo a pastores

O filme “O Homem de Aço”, que deverá estrear no Brasil no mês de julho, tem alusões a passagens bíblicas em seu roteiro, e cenas pensadas para causarem associação do personagem com a figura de Jesus Cristo.
Entretanto, a Warner, distribuidora do filme, tem agido de forma mais incisiva sobre essa questão. A CNN noticiou na última sexta-feira, 14 de junho (data de estreia do filme nos Estados Unidos), que uma equipe de marketing tem convidado pastores para assistirem ao longa-metragem.
A equipe de divulgação da distribuidora preparou materiais onde são apontadas as cenas do filme que fazem alusão à narrativa bíblica sobre Jesus, e está enviando a pastores do país juntamente com o trailer, para que em algum momento, a pregação seja feita sobre “O Homem de Aço” e as ligações da história com Jesus.
“Como é que a história do Superman poderia despertar nossa paixão pelo maior herói que já viveu, morreu e ressuscitou?”, questiona o material enviado aos pastores.
Segundo o site Mail Online, a ideia de comparar Jesus a Clark Kent foi planejada pelos roteiristas, e assuntos diversos são tratados a partir da perspectiva cristã, com diálogos e cenas específicas.
Na história do personagem, que acaba de completar 75 anos, Kal-El (que depois passa a se chamar Clark Kent) é filho único de Jor-El, e é enviado à Terra por seu pai. Em “O Homem de Aço”, um diálogo entre Jor-El e a mãe, Lara, faz a mais evidente comparação. A progenitora teme que ao chegar ao planeta, a humanidade o mate, ao passo que o pai responde: “Ele será um deus para eles”.
O filme segue, e Kal-El é criado por pais adotivos como Clark Kent, e aos 33 anos, ele se vê perante um desafio: sacrificar-se para salvar a humanidade de seu inimigo. Jesus foi crucificado na mesma idade, para pagar pelos pecados de todos e garantir salvação.
“O que Jesus e Superman oferecem através de suas ações ‘humanas’ e heroicas é esperança”, diz o material enviado aos pastores.
A iniciativa foi bem recebida por Quentin Scott, pastor de uma igreja em Baltimore: “Quando me sentei e assisti ao filme, o que de fato vi foi a historia de Jesus, e o amor de Deus introduzido na história,” disse ele à CNN.
Scott afirmou que se emocionou com a possibilidade de usar o filme como sermão durante um culto: “Se me derem outra oportunidade de falar de Jesus Cristo para alguém, e eu puder fazer isso através  desse filme, isso é vitória, pois o foco é espalhar o Evangelho”.
Porém, há líderes que ficaram contrariados com a ideia, e acham que o filme quer tirar proveito da história de Jesus para se promover: “Qualquer pastor que ache que usar os ‘Recursos Ministeriais do Homem de Aço’ é uma boa estratégia para o culto de domingo não tem ideia dos riscos elevados ou tem pouca confiança no poder da Palavra de Deus e do Espírito de Deus”, reclamou o diácono P. J. Wenzel, da Igreja Batista de Dublin, em Ohio.
A estreia de “O Homem de Aço” arrecadou US$ 125 milhões e bateu o recorde de maior bilheteria no mês de junho nos Estados Unidos, superando Toy Story 3, antigo detentor do recorde.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário