Últimas notícias

O Senhor é meu pastor... então, devo ser sua ovelha.




O Senhor é meu pastor, nada me faltará. (Salmo 23.1)



     Uma das passagens mais consoladora e conhecida da Bíblia, nosso Salmo 23, de tão forte, que costumamos olhar apenas para a promessa, deixando a condição de lado. Afinal, nada nos faltará num momento de aflição é bem acalentador.
     Aqui, proponho um olhar para a condição. O Senhor é meu pastor, na nossa condição de deixarmos que Ele seja nosso pastor. O pastor sendo aquele que se dedica em domesticar, guardar e alimentar animais, principalmente as ovelhas. O olhar sendo condicionado em nós sermos ovelhas, para Ele ser nosso Pastor, e, aí sim, nada nos faltará. 
     Ser ovelha do nosso Bom Pastor, é o que essa mensagem nos desafia a sermos. As lindas promessas do Salmo 23 são destinados àqueles que são ovelhas do Senhor.
     Você tem sido ovelha de Deus? Veja as características das ovelhas e permita o Espírito Santo falar contigo:

  1. Ovelhas são míopes: A média é de 7,5 graus de miopia. A visão não é seu forte. As ovelhas do Senhor também tem que reconhecer que não enxergam muito bem. Nossas escolhas são frutos do que enxergamos, como Samuel quando esteve de frente com o primogênito de Jessé e sentenciou certamente estamos de frente com o ungido do Senhor, quando na verdade o ungido seria o caçula. Precisamos de ajuda porque não podemos ver o mal que nos cerca, precisamos ser direcionados.
  2. Ovelhas escutam a voz do pastor: Por não enxergarem bem, as ovelhas são recompensadas com um audição peculiar, elas conseguem discernir a voz de seu pastor. Devemos também saber ouvir melhor. Sabermos diferenciar a voz do nosso Bom Pastor. Muitas vozes são direcionadas contra nós, vozes da própria carne, vozes de acusação, vozes daqueles que se apresentam como amigos (tipo os de Jó), tantas vozes que devemos apurar nossos ouvidos para discernirmos a voz do nosso Senhor, que nos direciona.
  3. As ovelhas andam atrás do pastor. Por não enxergarem bem e terem uma boa audição, as ovelhas andam atrás do pastor. Usando a voz, o pastor vai na frente guiando o rebanho até o alimento ou ao lugar seguro. Querido leitor, procure acompanhar nosso Bom Pastor, e também seu pastor. Esta simbologia da ovelha demonstra que é ele que vai na nossa frente e cabe a nós o seguirmos.
  4. As ovelhas vivem juntas: Por proteção, as ovelhas ficam próximas uma das outras. Pessoas que são ovelhas na igreja, são fáceis de reconhecer. Elas não tem problemas de ficarem próximas uma das outras, não se isolam, e não ficam de atrito com as outras. As ovelhas que não ficam juntas uma das outras, ficam vulneráveis ao ataque dos predadores!
  5. As ovelhas aceitam correção: Uma das características que mais me impressiona nas ovelhas é quando elas são levadas ao abate, diferentes dos outros animais, elas são silenciosas. Na hora do sacrifício são silenciosas. É como a ovelha da igreja que aceita correção, não murmura e se sacrificam  em favor do Reino.
  6. As ovelhas se adaptam a diferentes climas: Encontrada nos cinco continentes, em regiões montanhosas ou em vales, em regiões desérticas ou em climas temperados, as ovelhas conseguem se adaptarem. Aqueles que aceitam o desafio de serem ovelhas do Senhor também serão levados, pelo amor ao evangelho, à diferentes lugares e climas. E vão e se adaptam. Viverão dias difíceis como o sol do deserto mas se adaptarão, ou dias agradáveis como se estivessem nos altos montanhosos ou dias turbulentos como se estivessem no vale, mas se adaptarão e não deixarão de serem ovelhas.
  7. As ovelhas preferem solos mais profundos. Embora sejam adaptáveis, as ovelhas se reproduzem melhor em climas temperados e solos profundos, onde há alimentos melhores. Para aumentar as ovelhas na igreja, também deve se atentar a isso, oferecer alimentos temperados e profundos. Ovelha que realmente é ovelha na igreja gosta de alimentos que realmente saem da boca do Senhor, que são temperados e profundos.
  8. Ovelhas ao nascerem têm que ter o umbigo curado. Para se livrarem de enfermidades no crescimento ou até mesmo na vida adulta, as ovelhas devem ter seu umbigo tratado logo que nascem. As ovelhas da igreja também deve ser devidamente tratadas logo cedo. Grandes problemas na caminhada cristã poderiam ser evitados se as ovelhas fossem devidamente tratadas. Ovelhas da igreja que passam por este tratamento  não vivem a bel prazer de seu umbigo, não são egocêntricas. Um bom discipulado pode prevenir várias doenças espirituais no crescimento cristão.
  9. A cauda da ovelha é cortada com ferro em brasa. Esse procedimento ocorre apenas nas ovelhas destinadas à reprodução, pois o corte facilita o acasalamento e previne algumas doenças. Doloroso mas de grande serventia no futuro da ovelha, o corte representa tudo aquilo que deixamos para trás  que abrimos mão hoje para um melhor crescimento do Reino de Deus. 
  10. Uma vez por ano a ovelha é tosquiada. E o que a ovelha produz de melhor, sua lã, é tirado dela uma vez por ano. Se você hoje se reconhece ou aceita o desafio de ser ovelha do Senhor, saiba que o que você produzir de melhor não será seu, será do seu dono, do seu Senhor. Percebe que este processo não é uma ou duas vezes na vida da ovelha, na verdade, ocorre todos os anos. Você nunca deve parar de produzir algo para o seu Senhor, não deve ser ocasional, deve ser sempre. Você, ovelha, deve ser útil para o seu Bom Pastor.


Paz do Senhor Bom Pastor a todas as ovelhas,
Bp Erisvaldo Pinheiro (mensagem ministrada pela primeira vez em março de 2008)
*informações pesquisadas na rede, em sites de procedência acadêmica ou com prestígio no meio, como http://www.uniovinos.unipampa.edu.br e http://www.sitioduascachoeiras.com.br

Nenhum comentário