Últimas notícias

Como nos dias de Noé – Parte I


“Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca” (Mateus 24:38)
 

Todos nós sabemos que Um Dia o Senhor Jesus surgirá com poder e glória nas nuvens, juntamente com os seus anjos para buscar o seu povo. Já não existe muita pregação sobre isso nos dias de hoje, nem nos púlpitos, nem nas músicas. Jamais, porém, poderemos esquecer desse foco aqui na terra!
SIM, JESUS VOLTARÁ! Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia. (Lucas 17:24)
Durante todo o seu tempo como homem, aqui na terra, Jesus andou de lugar em lugar anunciando o reino dos céus.  Podemos ler na Palavra de Deus sobre várias promessas de Jesus para as multidões. As bem aventuranças são para aqueles que creem Nele, e somente Nele esperam na forma que está escrito.
Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o Senhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa e, chegando-se, os servirá. (Lucas 12:37)
O livro de mateus, capítulo 24 é ótimo para meditar sobre tudo o que Jesus deixou claro sobre a sua vinda. A palavra “VIGILÂNCIA” está em todas as linhas e entrelinhas de suas parábolas. Para facilitar, Jesus avisou que a sua vinda será como nos dias de Noé.
No seu tempo, Noé era o homem mais admirado por Deus. Noé andava com Deus (Gen. 7:9)A terra estava corrompida e cheia da violência e impureza que os próprios homens escolheram para si.
O Senhor resolveu SALVAR, no entanto, o seu obediente filho Noé e toda a sua família. Para eles estava preservado uma nova terra! Noé estava “antenado” com Deus. Se Noé tivesse celular o número de Deus seria o primeiro da agenda. O facebook de Noé só compartilharia o perfil da voz de Deus. Naquele tempo o twitter de Deus só era seguido por Noé e sua família. Como os demais poderiam estar atentos aos caminhos do Senhor?
Mas, a nova morada de Noé, não chegaria assim, simplesmente com um toque mágico e pronto! Essa sua nova morada seria ganha por fé e com esforço. Nos dias de hoje, vemos muitos cristãos querendo o reino do céus somente para si. Esperam que os “outros” ganhem o reino de Deus por eles na terra. O desenvolvimento da salvação tem vários níveis. É como numa escola da vida. Como seria a vida, se apenas aprendêssemos a andar e a falar? E, depois de conhecer as vogais o que mais temos para desenvolver pela frente?
Noé recebeu a missão de preparar um grande barco não só para ele mas para os seus familiares também, e isso em plenos dias de sol reluzente. Noé construía a arca, enquanto todos os outros homens, curtiam a vida a sua maneira e zombavam da fé do filho de Deus. Os desobedientes, olhavam para as nuvens claras, limpas, brancas e para o sol radiante e brilhante de todos dias! Chuva Noé? Dilúvio? Ora, ora, isso é loucura! Noé porém, obediente a Deus, não olhava para o sol, olhava para a chuva anunciada por Deus a ele.
Chegou o Grande Dia em que o dilúvio separou os crentes obedientes de um povo incrédulo e desobediente. Para dentro da arca de Deus somente os obedientes, separados e escolhidos por Deus tiveram livre acesso.
 “E, como foi nos dias de Noé, assim será a vinda do Filho do Homem.
Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca” (Mateus 24:37-38)
Jesus vai recolher os seus escolhidos. Muitos já foram chamados, mas são poucos os escolhidos. Nesse dia, não haverá intruso nas bodas de Cristo. Somente os salvos se unirão à mesa com Cristo no dia do arrebatamento da igreja.
Quanto ao arrebatamento, nos encontramos na segunda parte deste estudo… Se até lá o Senhor Jesus não arrebatar a sua igreja!…
Até lá vigilantes!
claudinho.adore@hotmail.com

Nenhum comentário