J.A Peças e Serviços

Aqui o seu carro, moto e bicicleta é bem cuidado, venha e confira nossas instalações...

Anuncie conosco

Quer ser visto? anuncie seu trabalho, sua loja, seu projeto e veja o resultado que...

Kamila Káren - confira agenda da cantora:

Mais que músicas, bençãos em suas vidas...

Acessem o site da Assembleia de Deus Serra do Mel

Conheçam o portal da Igreja em Serra do Mel e conheça um pouco mais sobre...

Pr. Demetrius e Pr. Angélica

Conheça o blog do ministério dos...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Falta menos de um mês para Jesus voltar e o mundo acabar, segundo evangelista brasileiro


Falta menos de um mês para Jesus voltar e o mundo acabar, segundo evangelista brasileiro

Apesar das inúmeras tentativas frustradas de diversos estudiosos e líderes religiosos de prever o dia do arrebatamento ou até mesmo do fim do mundo, ainda há quem acredite ser possível determinar a data dos acontecimentos previstos na Bíblia Sagrada.
Um blogueiro chamado Daniel e que se identifica como mensageiro, publicou no site Aprisco Cristão um extenso artigo com referências bíblicas e metodologias de cálculos em que aponta os dias 20 e 21 de março de 2013 como a data provável do arrebatamento.
O texto, publicado em 08 de junho de 2012 é precedido por outros dois artigos que introduzem ao estudo do blogueiro, e que reforçariam seus argumentos.
O blogueiro Daniel diz que há “legitimidade” na busca pela descoberta da data dos eventos mencionados, e que por isso, tem motivado os estudos junto aos que acompanham seu trabalho.
Em seu extenso artigo, Daniel diz que há dados que foram usados a partir de conclusões suas, e que as informações que ele publica, embora atraiam questionamentos, são fruto de estudos: “Em sinceridade busco a verdade e aqui a exponho para que seja posta a prova, e tenho meus pés totalmente confortáveis com os sapatos que Cristo me deu, e demonstro isso com pensamentos e atitudes e não com ‘achismos’, e assim durante todos os minutos de minha vida”.
Listando uma série de passagens bíblicas do Velho e do Novo Testamento, o blogueiro constrói sua previsão através de uma série de interpretações dos textos bíblicos e aponta a data provável para a volta de Cristo de forma direta: “20/21 de março de 2013: dia do arrebatamento [...] Aguardemos a chegada do dia 20/21 de março de 2013, dia que todo verdadeiro crente em Jesus Cristo espera e anseia chegar. Que incrível poder presenciar este dia… que Glória seria! Estejamos todos prontos”, anuncia Daniel.
De forma bastante efusiva, o blogueiro ainda ressalta que a seu ver, seus argumentos são sólidos: “Creio que com esse estudo mantenho a coerência de considerar que tudo o que escrevi neste espaço continua sendo totalmente relevante e importante para termos chegado até as conclusões deste texto. A busca é incessante. Cristão não desiste do que acredita, e eu acredito que tudo o que estou apresentando tem fundamento na Bíblia conforme apresento”.
Os artigos de Daniel chegaram ao pastor Renato Vargens, que também é blogueiro e publicou um artigo questionando as previsões feitas no Aprisco Cristão.
“Parece que determinar a data exata da volta de Cristo virou moda [...]Recebi um email de uma pessoa intitulada Rei dos reis, me convidando para conhecer a sua página na internet. Para minha surpresa, ao adentrar aos domínios do monarca, descobri que o dito cujo tinha marcado a volta de Cristo para o dia 21 de março de 2013”, conta Vargens, que diz ser a Bíblia, a única forma de refutar tais argumentos: “Diante de tanta ‘viagem’ sou obrigado a confessar que as vezes dá um desânimo! Todavia  a melhor forma de responder  a estes rompantes de loucura  é trazer a memória dos incautos, os textos bíblicos que tratam da volta de Cristo”.
Renato Vargens expõe em seu texto recomendações para que a busca pela descoberta da data exata do arrebatamento não seja feita: “Certa feita os discípulos interrogaram ao Senhor em particular: ‘Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?’. O Senhor Jesus, após fazer uma explanação profética acerca dos eventos que iriam suceder no fim, concluiu: ‘Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai’ (Mateus 24.4-36). De igual modo aqueles que presenciaram a ascensão de Jesus interrogaram-no dizendo: ‘Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?’, mas Jesus lhes respondeu: ‘Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder’ (Atos 1.6-7)”.
Classificando as tentativas de descoberta como sensacionalismo, Vargens encerra o assunto: “Não se deixe enredar pelos ensinamentos dos falsos profetas que vivem às expensas das suas profecias sensacionalistas. Antes pelo contrário, olhe para a Bíblia e esteja preparado para a volta de Cristo ou para quando Ele o chamar”.
Confira a íntegra do artigo “20/21 de março de 2013: Dia do arrebatamento e chegada do Senhor Jesus”, do blogueiro Daniel no site Aprisco Cristão.
Confira a íntegra do artigo “Cristo voltará dia 21 de março de 2013, afirma blog brasileiro”, do pastor Renato Vargens, neste link.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Ouça o single “Não vou me calar” da cantora Cassiane


Ouça o single “Não vou me calar” da cantora Cassiane

Ainda esta semana as principais rádios evangélicas de todo o Brasil passarão a divulgar a nova canção da cantora Cassiane“Não Vou Me Calar”, single que faz parte do DVD “Espetáculo de Adoração” que será lançado em breve pela Sony Music.
A gravadora já enviou a música para iniciar o processo de divulgação do DVD que foi gravado ao vivo na cidade de São Sebastião, litoral de São Paulo, em 15 de dezembro de 2012. O show aconteceu na praia e reuniu mais de 40 mil pessoas.
O repertório deste trabalho foi formado principalmente pelas canções do CD “Ao Som dos Louvores” que marcou a ida de Cassiane para nova gravadora e também teve algumas regravações de sucessos da cantora além de três músicas inéditas.
A Sony ainda não divulgou a data para o lançamento deste DVD.
Ouça:

fonte gospelprime

Pastor Marco Feliciano gera fúria de Jean Wyllys e ativistas gays por ser o possível novo presidente da Comissão de Direitos Humanos



Pastor Marco Feliciano gera fúria de Jean Wyllys e ativistas gays por ser o possível novo presidente da Comissão de Direitos Humanos
Um acordo firmado nessa quarta-feira (27) estabeleceu que a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, antes presidida pelo PT, será comandada agora pelo PSC (Partido Social Cristão).
De acordo com o Estadão, o nome mais cotado para assumir a presidência da comissão é o do deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que avalia que a comissão hoje se tornou um espaço de defesa de “privilégios” de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais.
- Se tem alguém que entende o que é direito das minorias e que já sofreu na pele o preconceito e a perseguição é o PSC, o cristianismo foi a religião que mais sofreu até hoje na Terra – declarou Feliciano sobre sua provável indicação ao cargo.
A provável escolha do pastor evangélico para liderar a comissão motivou revolta entre alguns parlamentares, com destaque para o deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-SP), que afirmou ser “assustador” que o pastor assuma o órgão.
Conhecido por ser um constante opositor da bancada evangélica, Wyllys afirma que Marco Feliciano não poderia assumir o cargo, e justifica afirmando que o evangélico seria “confessadamente homofóbico”, e que teria feito afirmações racistas sobre africanos. Em seu perfil no Twitter, o deputado fez uma série de críticas ao fato da comissão estar agora sob comando do partido declaradamente cristão.
- Está claro que o objetivo do PSC, ao escolher a CDHM, deve ser o de barrar a extensão da cidadania plena às MINORIAS! Lamentável! – escreveu Wyllys, que disse ainda que “dias difíceis virão”, por causa da mudança.
Jean Wyllys insinuou ainda que a liderança do deputado evangélico imporia dificuldades a outras religiões, e a entidades ligadas ao movimento gay.
- LGBT, quilombolas, indígenas, mulheres, povos de terreiro e de outras religiões encontrarão mais dificuldades na CDHM doravante… – publicou o deputado, que retransmitiu ainda uma mensagem de outro usuário da rede social afirmando que “deixar que o PSC assuma a Comissão de Direitos Humanos é o legado do PT para os direitos humanos dos brasileiros”, e finalizando que tal situação “é deprimente!”.
Também na rede social, Feliciano respondeu aos ataques que vêm sofrendo por parte de ativistas gays desde que seu nome foi mencionado como possível novo presidente da comissão.
- Os ativistas gays desesperados pela possibilidade do meu partido PSC assumir a Comissão de Direitos Humanos. Acalmem-se. Vai dar tudo certo. – escreveu o deputado, que completou: – Os palavrões, os xingamentos, as acusações que estou recebendo em minhas redes sociais mostram quem de fato são os fanáticos e intolerantes.
Feliciano ressaltou ainda que já havia denunciado que ativistas gays tomaram conta da comissão, e afirmou que o órgão parlamentar “não pertence a 1 grupo e sim a todos os brasileiros sofridos, humilhados e sem representação! E não a mentirosos caluniadores”.
- Pq tanto ataque? Pq tanto medo? Isto é Democracia ou Ditadura? Me faz pensar q tem algo nesta comissão que deva ser analisado mais de perto. (…) Estão amedrontados. Quem não tem argumentos apela para os gritos, acusações, calunias, xingamentos. Nunca me passou pela cabeça presidir a Comissão de Direitos Humanos, mas agora com tanto ataque, deu até vontade. – publicou o deputado, em resposta aos xingamentos que vêm recebendo na rede social.
- Perseguição religiosa? Marco Feliciano sofre retaliações da comunidade GLBTT para não assumir a Comissão de Direitos Humanos por ser Pastor – escreveu também o pastor, que finalizou questionando: – Mera coincidência ou tem algo mais sórdido e podre por baixo dos panos? Existe sim perseguição religiosa no Brasil. Rogo as orações de todos.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Priscilla Alcântara afirma que jamais fará ensaios sensuais


Priscilla Alcântara afirma que jamais fará ensaios sensuais

Um repórter questionou Priscilla Alcântara, apresentadora do Bom Dia e Cia do SBT, se ela, assim como outras apresentadoras infantis, estaria disposta a participar de ensaios sensuais. Sua resposta negativa foi justificada na fé e valores cristãos.
“Não abro mão das minhas virtudes e meu foco profissional é outro”, declarou ela que é cantora evangélica e tem como objetivo continuar trabalhando na TV e seguir levando a música para todos os cantos do mundo.
A assessora de Priscilla enviou uma nota comentando o caso e dizendo que a fé sempre conduziu a apresentadora que passou por muitas lutas na igreja quando aceitou trabalhar no mundo do entretenimento. Muitos diziam que a TV faria com que ela abandonasse seus valores cristãos, mas ela tem se mantido firme em preservá-los.
Em todos os trabalhos que realiza Priscilla não abre mão da sua fé e aproveita situações como esta para mostrar que tem convicção em suas crenças tirando de perguntas como a feita pelo repórter uma oportunidade para falar que ela pertence a Jesus.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Como poderia a sombra retroceder dez graus no relógio de Acaz?



"Então o profeta Isaías clamou ao SENHOR; e fez voltar a sombra dez graus atrás, pelos graus que tinha declinado no relógio de sol de Acaz."
II Reis 20:11


Ezequias ficou mortalmente enfermo no mesmo ano em que o rei da Assíria sitiou Jerusalém. O profeta Isaías levou-lhe a notícia de que deveria se preparar para morrer. Então Ezequias ora ao Senhor e chora amargamente (II Reis 20:3).

Em resposta à oração de Ezequias, Deus instruiu Isaías a profetizar que o Senhor acrescentaria 15 anos à vida do rei. Quando ele ouviu isso, pediu um sinal para confirmar a promessa de Deus. O sinal era que a sombra retrocederia dez graus. Mas isso implicava fazer com que a sombra fosse para trás, em sentido contrário ao que ocorre com o pôr-do-sol. Como é que a sombra poderia retroceder?

Obviamente foi um milagre. A natureza do sinal (8) era, sem dúvida, especialmente calculada para encorajar Ezequias. Sendo o nosso Deus Todo-PoderosoEzequias considerou que o sinal não seria caracterizado como uma confirmação milagrosa da promessa de Deus se ele envolvesse algum fenômeno que pudesse ser facilmente explicado (II Reis 20:10). Foi a natureza milagrosa do que aconteceu que o caracterizou como sendo um sinal de Deus.

Qualquer tentativa de explicação sobre como isso se deu não passaria de pura especulação. Embora Deus possa empregar forças naturais para realizar seus propósitos, ele pode também realizar a sua vontade de um modo que desafie qualquer tipo de explicação natural. Deus pode realizar milagres, e no caso o que aconteceu foi um milagre.

Bibliografia:
GEISLER, Norman; HOWE, Thomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia. 1ª Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.
DAVIDSON, F. O Novo Comentário da Bíblia. 3ª Ed. São Paulo: Ed. Vida Nova, 1990.
HENRY, Mattew. Comentário Bíblico de Mattew Henry: 4ª Ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004

A Carreira do Apóstolo Paulo



E dizia o Apóstolo Paulo:
“… E nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos. Somos injuriados, e bendizemos; somos perseguidos, e sofremos;
Somos blasfemados, e rogamos; até ao presente temos chegado a ser como o lixo deste mundo, e como a escória de todos.
(1 Coríntios 4:12-13)


O Reino de Deus disponibiliza vagas para trabalhadores do evangelho com urgência!!
FUNÇÃO DE INÍCIO DE CARREIRA:
Imitador do Apóstolo Paulo como ele foi de Cristo.
VANTAGENS e BENEFÍCIOS:
- Vagas não faltam na Seara (Mateus 9:38);
- Salário: só no céu; na terra tem que se virar vendendo tendas (Atos 18:3);
- Plano de ‘carreira profissional’ inexistente; (Romanos 11:29);
- Plano de saúde “Só Deus na causa”; (II Coríntios 12:7);
- Transporte: por conta do trabalhador; ( Atos 19:21);
- Cesta Básica: açoites, prisões, humilhações, perseguições, calúnias e similares; (II Cor. 6:5);
- Carga horária: Sem cessar; (II Coríntios 7:5);
- Plano de Aposentadoria: “guardar a Fé e receber uma COROA DA JUSTIÇA”; (II Timóteo 4:7,8,9)
- Auxílio Educação: Leitura da Bíblia; Curso de oração; Curso de fé na hora da angústia e pé na estrada; (II Coríntios 7:5);
- Auxílio Moradia: A CRUZ PARA MORAR NO CÉU (II Coríntios 5:1);
- Férias: nem pensar (Filipenses 1:21);
- 13o. Salário: no caixa celestial, acumulado (Filipenses 1:21)
- FGTS: A vida eterna (I João 2:25);
- Assistência Jurídica: JESUS (I João 2:1);
PRÉ-REQUISITOS:
Cair do cavalo, nascer de novo, crescer, obedecer ao chamado e ter muita, muita, mas muita… perseverança, certeza, fé e humildade para trabalhar.
INÍCIO IMEDIATO!
Falar com Marcos, no capítulo 16 e versículo 15.
VENCEDORES SOMOS MAIS QUE VENCEDORES EM CRISTO JESUS!!!
Até uma próxima trabalhadores do evangelho!
MUITO sucesso todos nós!
claudinho.adore@hotmail.com
Twitter: @MinisterioAdore

Igreja salva?



Algumas das pessoas que correm um enorme risco de ir para o inferno compõem as fileiras de nossas igrejas.  Tem gente que morre afogado sabendo nadar, isso acontece porque o perigo para eles é irreal diante de sua real afinidade com a água.
Na igreja, pensam ser salvo porque sua mente (cheia das leis de causas e efeitos) diz que o céu lhes é garantido pois fazem parte de uma igreja.  Como cito no livro Dissidentes da Igreja“Fazer parte de um grupo denominado igreja não torna você um salvo, santo, justo ou piedoso, assim como assistir a uma partida de futebol não torna você um jogador profissional”.
Para alguns a igreja não é um lugar de comunhão e de adoração a Deus, mas é um amuleto para o dia do Juízo Final.
Psicologicamente, a igreja cauteriza suas mentes  mas espiritualmente nenhum poder ela possui para quitar a dívida de seus pecados.
Suas mentes (processada com a lei das causas e efeitos) lhe garante que estão em paz com Deus, por que estão na igreja, esqueceram que sua mente é seu coração espelhado, e enganoso é o coração do homem.
Esse não é um problema só do nosso tempo, o profeta Joel já dizia para sua geração; que de nada adiantava rasgar as vestes e sustentar um coração intacto.  Jesus pregava dizendo que naquele dia muitos diriam Senhor nós profetizamos em teu nome… mas ele não os conheceria.  Sto. Agostinho falava que a respeito da igreja “Muitos lobos estão dentro e muitas ovelhas estão fora”.
Não adianta uma conversão aparente, é necessário nascer de novo, a lei da ação e reação funciona muito bem na física, mas no campo espiritual tudo é graça.

A Teoria do Cavalo de Troia


cavalo_de_troia
Por Homero (séc. VIII), ficamos sabendo que a Guerra de Troia foi um grande conflito entre gregos e troianos, ocasionado pelo rapto da princesa Helena – esposa do rei espartano Menelau. Passados dez anos de intensos combates – que ocasionou a morte, de ambos os lados, de centenas de soldados e “heróis” de guerra -, Odisseu concebeu uma estratégia que poria fim aos conflitos: os soldados deveriam deixar o campo de batalha e embarcarem em seus navios, deixando em terra um gigantesco cavalo de madeira. Encontrado, foi levado para dentro dos muros da cidade para ser exibido ao público. À noite, enquanto os troianos dormiam, soldados gregos saíram do interior do cavalo para abrir os portões da cidade, permitindo a entrada de centenas de guerreiros, os quais subjugaram seus inimigos.
Desenvolvido pelos gregos como uma forma de estratégia para a derrota dos troianos, o Cavalo de Troia passou à história como um modelo de infiltração e dissimulação, desde então usado por governos e grandes corporações na tentativa de subjugar psicologicamente civis e consumidores. Marketeiros (políticos e comerciais) dedicam-se, hoje, a criação de figuras emblemáticas a partir do nada, transformando perdedores em vencedores e vencedores em perdedores. Segundo Braick, Patricia Ramos, Mota e Myriam Becho, autores de História, das Cavernas ao Terceiro Milênio (Moderna, 1998, p.101), a “manipulação do imaginário social, para a construção da imagem daquele que irá ocupar o poder, é particularmente importante”. Citando teorias filosóficas que auxiliaram reis durante o absolutismo monárquico, os autores concluem que “esses pensadores fizeram mais do que vender a imagem da realeza”.
A teoria do Cavalo de Troia é igualmente usada por movimentos destrutivos, a exemplo das diversas seitas norte-americanas que manipulam seus seguidores ao exigir total rompimento com familiares, amigos e relacionamentos amorosos como forma de dedicação à nova fé – à fé comunitária e isolacionista. O engodo, neste caso, é a ideia de que o líder religioso possui condições e conhecimentos necessários para livrar seus seguidores do mal, do inimigo que solapa a humanidade. É comum a veiculação de teorias conspiratórias, de mensagens do além sobre um possível despertar ou desfecho dos séculos, causado por um grande cataclisma mundial. Há sempre um inimigo a ser combatido, seja ele espiritual ou material. Jim Jones, para escapar da influência do governo dos EUA e continuar a explorar seus seguidores, transferiu sua organização religiosa para uma colônia agrícola de Jonestown, na Guiana Inglesa, onde liderou o maior suicídio em massa da História, quando 913 pessoas morreram vítimas de envenenamento.
Da Coreia do Sul para os EUA, o reverendo Sun Myung Moon (1920-2012) foi o responsável pela organização da maior e mais bem organizada seita destrutiva em atividade no mundo. Fundada em 1954, a Igreja da Unificação diz ter como principal missão recrutar jovens dinâmicos e do tipo mochileiros para participarem da construção do reino de Deus na Terra, missão está reivindicada por Moon. Segundo o jornalista francês Jean-François Boyer, autor de O Império Moon, os bastidores de uma seita impiedosa (Editora Globo, 1988, p. 27), “para acolher os candidatos nas melhores condições psicológicas possíveis – na calma, longe da família, dos amigos e tentações -, a igreja necessita de casas afastadas, espaçosas e, se possível, atraentes. Isso explica o porquê de o Movimento possuir em todo o mundo e em tão pouco tempo um rico patrimônio imobiliário”. Concluindo, Boyer declara que uma das fórmulas criadas pelo reverendo Moon para recepcionar novos candidatos, é “bombardeá-los com amor”. E eles o são!
Apesar de fundador e principal líder da Igreja da Unificação, Moon teve o auxilio de Yong Oon Kim, professora na Universidade cristã de Ewha, em Seul, onde, à época, lecionava Novo Testamento e religiões comparadas. Após contato com os ensinos de Sun Myung Moon – inicialmente com objetivos profissionais, de investigação -, Kim adere ao movimento, sendo a responsável pela aproximação da pequena comunidade com a alta burguesia coreana, elevando-a a novos patamares. É com o general Bo Hi Pak e seus recrutas que a Igreja da Unificação assumiria sua principal característica – a de oposição ao comunismo. Defensores da pátria e ferrenhos opositores ao comunismo, o grupo liderado pelo general Pak serviu de inspiração ao reverendo Moon. “Compreende também que ninguém pode se tornar influente na Coreia sem aparecer como um líder anticomunista confiável e eficaz” (O Império Moon, p. 125). Convertidos, Pak e seus recrutas deram novo sentido à Igreja da Unificação, fazendo dela uma potência mundial.
No Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus (1977) incorporaria parte das estratégias adotadas pela Igreja da Unificação, como investimento maciço em meios de comunicação, influência política e social, e o combate às religiões afro-brasileiras e o catolicismo romano como sua bandeira principal. Na guerra por consumidores de seus produtos e soluções mágico-espiritualistas, o senso de ética perde o sentido. Não há mais respeito à vida; no lugar, o aborto é reivindicado como elemento de disputa por fieis. De forma semelhante, a Igreja da Unificação – apesar de hastear a bandeira de promotora da paz no mundo – financia e aparelha guerrilhas da América Latina e África. São mecanismos de infiltração, de dissimulação de suas reais intenções na sociedade.

Hollywood investe em produções bíblicas






Filme sobre Noé tem estreia prevista para março de 2014


Previsto para estrear em março de 2014, o novo longa-metragem de Darren Aronofsky, inspirado na história de Noé, com Russel Crowe como o construtor da arca, será o primeiro de uma nova onda de filmes bíblicos programados por Hollywood para os próximos anos.

A mídia especializada fala em dois novos longas sobre Moisés, um dirigido por Steven Spielberg, outro por Ridley Scott, além de projetos para uma produção sobre Pilatos, com Brad Pitt, e uma sobre Caim, que marcaria a estreia de Will Smith como diretor.

A Paramount está investindo US$ 125 milhões em sua "Arca de Noé", um orçamento de grande produção. O último filme bíblico de peso saído de Hollywood foi "A Paixão de Cristo" (2004), dirigido por Mel Gibson, que rendeu mais de US$ 600 milhões em todo o mundo.

O livro sagrado tem inspirado filmes desde sempre, mas um período, em especial, é sempre lembrado. Os chamados "épicos bíblicos" sob a produção de Cecil B. DeMille, nos anos 1950, tornaram-se uma referência no gênero.

Segundo o "The Hollywood Reporter", "Os Dez Mandamentos" (1956), com Charlton Heston, rendeu US$ 65 milhões nos EUA, o equivalente hoje a cerca de US$ 1 bilhão.

Pode soar um pouco rude, mas o interesse de Hollywood pelo assunto não difere muito do que tem por outros temas "da moda". A Bíblia é uma fonte excelente para boas histórias dramáticas, com muita ação, intrigas, romance e, cada vez mais, efeitos especiais de impacto.

O insucesso nas bilheterias de "A Última Tentação de Cristo" (1988), de Martin Scorsese, ensina que, em matéria de filme bíblico, releituras não conservadoras devem ser evitadas pelo bem do negócio.

A indústria cinematográfica brasileira nunca deu muita bola para o filão, o que não deve ter passado despercebido para a Record, que tem feito importantes investimentos na produção de minisséries bíblicas.

Desde 2010, com "A História de Ester", a emissora tem levado ao ar, uma vez por ano, uma minissérie com essas características. Vieram "Sansão e Dalila" (2011), "Rei Davi" (2012) e "José do Egito" (2013), agora em cartaz. Em 2014, segundo planos anunciados, será a vez de "Moisés e os Dez Mandamentos", seguida por "A Vida de Jesus", em 2015.

Ainda que longe do padrão hollywoodiano, a Record tem conseguido produzir entretenimento de qualidade com as suas séries bíblicas. A insistência no tema, naturalmente, traz aperfeiçoamento e evolução. O investimento cada vez maior (fala-se em R$ 26 milhões para "José") também ajuda a tirar o aspecto de "filme B", presente em muitas novelas da emissora.

É curioso observar que, a despeito dos progressos técnicos, a audiência das minisséries bíblicas da Record tem se mantido estável, num ótimo patamar para a emissora, em torno de 10, 11 pontos no Ibope, com reflexos muito positivos no faturamento com publicidade.

Fonte: CPAD News

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Cientistas revelam “código da vida” encontrado em Gênesis


gospel

Embora diferentes “códigos da Bíblia” tenham sido revelados no passado, o cientista britânico Gordon Rugg, da Universidade Keele e o americano David Musgrave, da Universidade Amridge, criou o programa Search Analyzer, que faz análise de textos.
Ao submeterem o livro de Gênesis, da Bíblia, disseram ser possível visualizar um “padrão escondido” no texto milenar. O software coloca o texto completo como uma grade. Cada quadrado representa uma palavra e as palavras procuradas aparecerão em quadrados coloridos.
Eles apresentaram sua pesquisa durante a reunião da Associação de Escolas de Pesquisa Oriental, em Chicago. Rugg explicou: “Nosso novo método para visualizar textos permite que um livro inteiro seja comtemplado em apenas uma página A4, permitindo que os padrões sejam vistos facilmente. Trata-se de uma forma simples e rápida para que pesquisadores identifiquem padrões, ou vejam quando são pistas falsas, uma informação importante para quem lida com textos grandes”.
Como exemplo, os pesquisadores resolveram mostrar o que ocorrer quando se busca pelas palavras “vida” e “morte” no Livro do Gênesis. Ficou evidente o chamado escalonamento de termos, que faz uma espécie de “sanduíche”, colocando um tema entre duas menções de outro tema.
Trata-se de uma estrutura conhecida de retórica, a mesma técnica é muito usada pela imprensa, quando más notícias são intercaladas entre duas notícias boas, criando uma sensação de otimismo em meio às crises.
Essa nova análise do Gênesis mostrou que há o escalonamento das palavras-chaves “vida” e “morte”. Os versos que iniciam e fecham as divisões principais de Gênesis possuem menções frequentes à vida, enquanto a morte somente pode ser encontrada nos versículos centrais.
“A estruturação dos termos vida e a morte em Gênesis é que não nunca foi estudado antes”, enfatiza o professor Rugg, que leciona Computação e Matemática. “Achamos um padrão literário sendo usado de uma maneira que nunca foi comprovado antes. Não estamos falando de códigos secretos ou conspirações, mas são algumas imagens marcantes… Por que isso foi feito milhares de anos atrás permanece um mistério, embora possivelmente o padrão seja para ‘suavizar’ as mensagens de morte, dando à ‘vida’ um impacto maior,” acredita Rugg.
Para comprovar que não é uma fórmula aleatória, ao serem usados outros termos, o software não encontrou nada parecido. Mas há várias implicações. Eles pesquisaram as palavras “homem” e “mulher”, e concluíram que o feminino aparece predominantemente na primeira parte do Gênesis e raramente na segunda metade.
Outro termo, “gerou”, comprova algo que os teólogos afirmam há muito tempo: os evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João espelham os temas e as estruturas do Antigo Testamento. Quando aplicada, a busca por “gerou” mostra um padrão impressionante na primeira parte de Gênesis, espelhando o que foi encontrado na primeira parte do evangelho de Mateus.
Os interessados podem visualizar essa ferramenta de buscas de textos no endereçowww.searchvisualizer.comCom informações Live Science.
texto retirado do gospel prime

31º Congresso Gideões da Última Hora acontece em 20 de abril


gospel
Falta pouco menos de 60 dias para a realização do 31º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, o evento pentecostal mais aguardado do ano que vai reunir milhares de pessoas na cidade de Camboriú, em Santa Catarina.
As ministrações acontecerão entre os dias 20 de abril e 1º de maio no Ginásio Irineu Bornhausen e no Pavilhão dos Gideões que vão receber mais de 170 mil pessoas vindas de todas as partes do país.
O tema do congresso em 2013 é “A colheita ainda não acabou, avante!” e já há preletores do Brasil e do exterior confirmados para ministrar durante todos esses dias de cultos. Além de pregadores os cantores evangélicos de maior destaque no cenário pentecostal também estarão presentes.
Os Gideões Missionários da Última Hora é um ministério com o objetivo missionário criado pelo pastor Cesino Bernardino, da Igreja Assembleia de Deus de Camboriú, que sustenta quase 1.300 famílias missionárias tanto no Brasil como em outros países do mundo.
O congresso, por sua vez, prepara homens e mulheres de Deus para o trabalho missionário, incentivando a evangelização daqueles que estão perdidos pela Terra.
O site do Gideões já mostra uma contagem regressiva e dá detalhes de como participar através de caravanas, onde se hospedar e outras informações necessárias.
Convite:

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Possível influência de um “lobby gay” teria sido um dos principais motivos da renúncia de Bento XVI, diz jornal


Possível influência de um “lobby gay” teria sido um dos principais motivos da renúncia de Bento XVI, diz jornal


Dias após o anúncio do Papa Bento XVI de que abandonará sua função no próximo dia 28 de fevereiro, a repercussão do tema força o surgimento de informações de bastidores que ajudariam a formar o quadro que levou o pontífice a renunciar ao seu sacerdócio.
O jornal italiano La Repubblica relatou que um dossiê com quase trezentas páginas sobre o escândalo do vazamento de documentos do Vaticano, redigido por um trio de investigadores nomeados pelo próprio Bento XVI foi a gota d’água para que a decisão de deixar o cargo fosse tomada.
Os investigadores são os cardeais Julián Herranz, espanhol; o italiano Salvatore De Giorgi e o eslovaco Josef Tomko. Boa parte das informações conseguidas pelo trio foram oriundas de uma investigação iniciada em 2010 por suspeita de corrupção, e que acabou revelando uma rede de prostituição de jovens seminaristas do Vaticano.
A prévia dossiê teria sido entregue a Bento XVI no dia 9 de outubro de 2012, e nessa ocasião, a palavra homossexualidade teria sido dita pela primeira vez de forma livre, alta e clara nos aposentos do Papa, que teria reagido estupefato: “Este documento será entregue ao próximo Papa, que deverá ser bastante forte, jovem e santo para poder enfrentar o trabalho que o espera”. Em 17 de dezembro, com o dossiê completo sobre a mesa, Bento XVI teria tomado a decisão de renunciar.
Há a suspeita de que exista, dentro do Vaticano, uma espécie de “lobby gay”, que atuaria paralelamente à rede de prostituição dentro da sede da Igreja Católica.
Nas investigações iniciadas em 2010, uma escuta telefônica foi implantada contra o presidente do Conselho Nacional Italiano de Obras Públicas, Angelo Balducci. Deste grampo, descobriu-se conversas constantes dele com um membro do coro da Reverenda Capela Musical da Sacrossanta Basílica de São Pedro, identificado como Chinedu Thiomas Eheim, um nigeriano, que seria o agenciador de encontros que aconteceriam numa casa fora de Roma, numa sauna, num centro estético, numa residência universitária na capital italiana, e até no próprio Vaticano.
O jornal La Repubblica diz que esse “lobby gay” formaria “uma rede transversal unida pela orientação sexual”, que envolveria inclusive, membros da Igreja Católica.
Num discurso de 11 de outubro, dois dias após o recebimento do dossiê parcial, Bento XVI teria feito um tipo de desabafo durante um sermão feito para jovens católicos, dizendo ter certeza “de que viria uma nova primavera para a Igreja”, porém a experiência adquirida ao longo dos anos o teria feito aprender “que a fragilidade humana está presente também na Igreja”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Igreja Universal promove abaixo-assinado para cobrar do governo federal ações contra a seca


Igreja Universal promove abaixo-assinado para cobrar do governo federal ações contra a seca

A Igreja Universal do Reino de Deus se aliou à campanha SOS Seca Paraíba e está promovendo um abaixo-assinado para cobrar ações do governo federal na ajuda às famílias prejudicadas pela falta de chuva.
O objetivo da campanha é arrecadar 40 mil assinaturas e levar a petição pública por ações de combate à seca imediatas e de longo prazo, como projetos de irrigação, do governo federal.
“Nós já recolhemos mais de 34 mil assinaturas, a maioria em João Pessoa e Campina Grande. Pretendemos concluir este trabalho até o final desta semana e é importante que toda a sociedade esteja envolvida, pois esta não é uma ação política direcionada e sim uma ação humanitária”, destacou o pastor e deputado estadual Jutay Meneses (PRB).
A mobilização entre a campanha SOS Seca Paraíba e a IURD foi intermediada pela Assembleia Legislativa do estado, que vem desenvolvendo algumas ações no mesmo sentido.
De acordo com informações do site PB Agora, além dos membros da Universal, diversas representações da sociedade civil organizada e da comunidade acadêmica vem aderindo à campanha.
Para ler ou assinar a versão online do abaixo-assinado promovido pela campanha SOS Seca Paraíba em conjunto com a Igreja Universal do Reino de Deus, acesse este link.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Após comprar CNT, apóstolo Valdemiro Santiago estaria negociando aquisição de nova fazenda


Após comprar CNT, apóstolo Valdemiro Santiago estaria negociando aquisição de nova fazenda

Após iniciar o ano de 2013 fechando a compra da Rede CNT, o apóstolo Valdemiro Santiago estaria negociando a compra de uma nova fazenda.
A informação de que a negociação entre os proprietários da CNT e a Igreja Mundial do Poder de Deus já foi finalizada foi divulgada, entre outros, pelo jornalista Lauro Jardim, da revista Veja.
O site Agencia de Notícia publicou que Santiago esteve na região do Araguaia para avaliar propriedades na região.
Segundo as informações do portal, Valdemiro Santiago posou seu jatinho em São Felix do Araguaia, onde teria atendido alguns fiéis, e seguiu para as cidades de Vila Rica e Novo Santo Antonio, “onde possivelmente ele estaria comprando terras”, diz o AN.
Valdemiro Santiago é investigado pelo Ministério Público a respeito das circunstâncias da compra de duas fazendas no Mato Grosso, além da origem do dinheiro usado na aquisição.
As aquisições do apóstolo Valdemiro Santiago não parariam por aí, segundo o jornalista Ricardo Feltrin, do site de entretenimento F5, ligado à Folha de S. Paulo. O líder da Igreja Mundial teria se reunido com o vice-presidente da RedeTV!, Marcelo de Carvalho, nesta semana.
O jornalista afirma que embora ninguém saiba o conteúdo da reunião, cogita-se que Santiago poderia estar interessado em comprar a parte de Carvalho na RedeTV!.
Valdemiro Santiago recentemente foi listado pela revista Forbes como um dos cinco líderes evangélicos mais ricos do Brasil, com patrimônio estimado em US$ 220 milhões, ficando atrás apenas do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo, apontado como dono de uma fortuna de US$ 950 milhões.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Cadastre Já sua Igreja. DIP 2013




Louvamos a Deus pelo resultado do DIP 2012 que aconteceu no dia 3 de junho, envolvendo e mobilizando as igrejas em todo Brasil. 5.587 igrejas se envolveram e se comprometeram a orar pela Igreja Perseguida, fazendo a diferença. 

Agradecemos a cada organizador e a cada igreja que se dispôs a trabalhar por este evento. Em 2013 queremos dobrar este número.

Acredite: ainda hoje muitos cristãos sofrem perseguição por seguirem a Jesus Cristo. Mas por que o povo de Deus tem que sofrer? Porque existe uma batalha espiritual para que o Evangelho de Cristo não seja proclamado e aceito. Porque em qualquer batalha há sofrimento, principalmente entre os soldados que lutam na linha de frente”. Irmão André



Cadastre já sua Igreja no link abaixo.
Pb Josiel Dias
Iec Alcântara São Gonçalo
Rio de Janeiro

Teólogo afirma que Igreja Católica precisa rever conceitos e funções: “Ou muda, ou acaba”



Teólogo afirma que Igreja Católica precisa rever conceitos e funções: “Ou muda, ou acaba”

A renúncia de Bento XVI ao pontificado desencadeou uma série de especulações e manifestações de opinião sobre o futuro da Igreja Católica. O pedido do próprio Papa demissionário por uma “mudança verdadeira” trouxe fôlego aos insatisfeitos que clamam por uma denominação romana menos arcaica.
Segundo o teólogo Mário de França Miranda, que é professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, e ex-membro da Comissão Teológica do Vaticano, a Igreja Católica precisa mudar: “Já está mudando. Ou muda ou acaba. É um momento sério da sociedade, faltam líderes. Onde estão os Churchill, De Gaulle, Adenauer? Não tem mais, está faltando líder. Na Igreja também, e os problemas são muito grandes. As religiões têm um papel muito forte no mundo de hoje, e a Igreja tem de ser uma reserva ética, apesar dos mal feitos da cúpula”, observa.
Miranda é também escritor de livros que abordam a teologia, e sob seu ponto de vista, o novo Papa deverá ser escolhido a partir de uma preocupação com o reposicionamento da Igreja Católica no mundo: “Os cardeais terão de fazer um perfil de uma pessoa que entenda o mundo e saiba enfrentar esses desafios todos. Tem de ter boa formação pastoral e intelectual, capaz de se cercar de pessoas competentes”.
Na entrevista concedida ao jornal O Globo, o teólogo lembra que o formato atual da Igreja Católica é o oposto das origens do cristianismo: “Chegou um momento em que a Igreja, só com os oficiais, padres, bispos e Papa, não aguenta mais. Esta estrutura foi uma traição à Igreja primitiva, em que todo mundo participava e tinha direitos iguais de participação. Todos são iguais, não tem homem, mulher, judeu, gentio ou escravo e senhor”, lembrando que “passou o tempo e a Igreja ficou identificada por seus bispos, padres etc. É errado, né? Todo cristão, todo católico, tem o direito de formar um grupo, com o qual a hierarquia não pode se meter. A Igreja do futuro vai ser predominantemente leiga ou então não vai aguentar”.
O sentido da Igreja em si, precisa ser resgatado, segundo Miranda, que ressalta a função primária do cristianismo: “É, há paróquias que viraram agências de fornecer sacramento, isto está condenado. Tem de ter o sentido missionário. É o que se está tentando fazer agora. Mas é lento. Quando eu fui da Comissão Teológica do Vaticano, não tinha nenhuma mulher, agora já tem quatro. Não há dúvidas de que o fim do celibato já deveria ter acontecido, Paulo VI era a favor disso”, observa, ressaltando a questão do celibato, que é apontada por muitos como um dos motivadores da existência de pedofilia dentro da Igreja Católica.
Confira abaixo, a íntegra da entrevista concedida pelo teólogo Mário de França Miranda à jornalista Helena Celestino, do jornal O Globo:
Como a Igreja vai sobreviver ?
Chegou um momento em que a Igreja, só com os oficiais, padres, bispos e Papa, não aguenta mais. Esta estrutura foi uma traição à Igreja primitiva, em que todo mundo participava e tinha direitos iguais de participação. Todos são iguais, não tem homem, mulher, judeu, gentio ou escravo e senhor. Depois a Igreja erigiu uma estrutura monárquica, um pouco copiada de Roma. Foi consequência da chegada dos príncipes, que começaram a nomear parentes para tomar conta das muitas propriedades da Igreja. Era preciso estruturar ou tudo ia ficar na mão de famílias poderosas, nobres. Para evitar isso, o laicado foi afastado do poder da Igreja – o laicado não era o povão, eram estes príncipes que estavam cada vez incomodando mais. Passou o tempo e a Igreja ficou identificada por seus bispos, padres etc. É errado, né? Todo cristão, todo católico, tem o direito de formar um grupo, com o qual a hierarquia não pode se meter. A Igreja do futuro vai ser predominantemente leiga ou então não vai aguentar.
O Grupo de diversidade católica, que reúne gays, é um exemplo do que o senhor está dizendo?
Exatamente. É um grupo de pessoas que são assim. A Igreja não pode excluir, tem de atender todo mundo. É uma maneira de a Igreja mostrar sua abertura. A consciência histórica é lenta. Teve um tempo que os missionários se perguntavam se tinham que batizar ou não os negros da África, por que não sabiam se eram animais ou gente. Muita coisa que achamos normal hoje, daqui a 50 anos será considerada intolerável. Os laicos vão obrigar a Igreja a criar um espaço de debate público, que não existe. A qualquer problema, corre-se para o bispo.
Mas as mudanças têm sido lentíssimas.
Não se mexe da noite para o dia com 1,2 bilhão de pessoas. Não se podem criar traumas, as pessoas têm mentalidades muito diversas e, como diz o Rubens César Fernandes, do Viva Rio, o importante é que a gente mantenha todo esse pessoal dentro da Arca de Noé. Os sociólogos dizem que tudo pode mudar, menos o religioso, porque o ser humano tem necessidade de segurar alguma coisa. A gente percebe que isto não tem sentido. O sagrado também é construído através de uma linguagem e de práticas.
Esta posição está afastando muita gente.
É, há paróquias que viraram agências de fornecer sacramento, isto está condenado. Tem de ter o sentido missionário. É o que se está tentando fazer agora. Mas é lento. Quando eu fui da Comissão Teológica do Vaticano, não tinha nenhuma mulher, agora já tem quatro. Não há dúvidas de que o fim do celibato já deveria ter acontecido, Paulo VI era a favor disso – mas uma coisa destas vai mudar a estrutura.
A questão da contracepção também está mais do que na hora de ser enfrentada.
São questões morais que têm se ser mudadas, mas é uma coisa lenta. No papado de Paulo VI, o cardeal de Bruxelas disse: na minha arquidiocese é permitido camisinha – ele estava com um problema seríssimo de explosão de Aids entre trabalhadores imigrados. Resolveu assumir e disse: aqui é preciso usar camisinha. O Vaticano não disse uma palavra.
A Igreja não vem conseguindo acompanhar as mudanças sociais?
São rapidíssimas. Na PUC, a mudança de uma geração para a outra se dava em 20 anos, depois passou para 10, agora com dois ou três anos, você já vê aluno do quarto ano que não consegue entender o calouro. É uma sucessão vertiginosa que não conseguimos mais acompanhar, que provoca um curto-circuito na cultura.
Quem é o mais progressista entre os candidatos a Papa?
Os cardeais terão de fazer um perfil de uma pessoa que entenda o mundo e saiba enfrentar esses desafios todos. Tem de ter boa formação pastoral e intelectual, capaz de se cercar de pessoas competentes. Tem um candidato de Honduras, que é uma pessoa muito possível de dar um bom Papa. Sabe línguas, é sensível, mora no país mais pobre da América Central: é uma pessoa que marca pela inteligência. Tem Luiz Antonio Tagle, um filipino progressista também, mas ele é muito novo. Tem 55 anos. Mas eu duvido que queiram colocar um cardeal de 50 anos, pois ele ficaria 30 anos. A turma não quer isso não. Cardeal Ravasi, encarregado da Cultura, também é muito aberto.
Resumindo: o senhor diz que a Igreja tem de mudar?
Já está mudando. Ou muda ou acaba. É um momento sério da sociedade, faltam líderes. Onde estão os Churchill, De Gaulle, Adenauer? Não tem mais, está faltando líder. Na Igreja também, e os problemas são muito grandes. As religiões têm um papel muito forte no mundo de hoje, e a Igreja tem de ser uma reserva ética, apesar dos mal feitos da cúpula.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Pastor afirma que a “idolatria é a questão número um na Bíblia”, e isso tem passado despercebido dos cristãos




Pastor afirma que a “idolatria é a questão número um na Bíblia”, e isso tem passado despercebido dos cristãos

O pastor e escritor Kyle Idleman está lançando um novo livro, intitulado Gods at War: Defeating the Idols That Battle for Your Heart, ainda sem uma versão em português, mas que pode ser traduzido livremente como “Deuses em guerra: como derrotar os ídolos que batalham por seu coração”.
Kyle é pastor da megaigreja  Southeast Christian Church, em Louisville, Estados Unidos, e autor do best-seller Not A Fan, e em seu novo livro, fala sobre o problema da idolatria, que segundo ele atinge a todos, mas é um dos problemas enfrentados pelos cristãos e menos reconhecidos atualmente.
“E se eu lhe dissesse que cada pecado com que você luta e até mesmo a falta de propósito que você está vivendo, são por causa da idolatria? Idolatria parece tão primitivo, tão irrelevante… E ainda assim, a idolatria é a questão número um na Bíblia, e por isso deve levantar cautela”, escreveu o pastor, segundo informações do Noticia Cristiana.
Segundo ele, a idolatria é “um grande pecado que ocorre a todos”, e é necessário abrir os olhos para os cristãos usando uma definição mais atual de ídolo: “Algo que toma o lugar de Deus, que se torna um fim em si, que ocupa o trono de seu coração, em vez de Deus”, alerta Kyle, que frisa: “Tudo se resume ao que está acontecendo em seu coração. E é por isso que Jesus colocou tanta ênfase nessa questão. O coração é o campo de batalha dos deuses, porque tudo flui a partir dele”.
A definição de ídolo tornou-se algo subjetivo na atualidade, ainda mais se forem consideradas as definições dadas para ídolos no Velho Testamento, como estátuas de pessoas ou animais. Kyle Idleman afirma que a busca por sucesso, ou até mesmo a família, podem se tornar ídolos, porém esses são os mais difíceis de detectar.
Os mais comuns, segundo o pastor, são as coisas que tem ocupado a mente e o coração das pessoas na atualidade: comida, sexo, entretenimento, sucesso, dinheiro, realização, romance, família, entre outros: “Se você começar a gravar qualquer luta que estamos tentando, eventualmente, você vai se achar seguindo a um deus falso. Quando esse deus for destronado, e o Senhor Deus tenha o seu lugar de direito, você terá a vitória… A idolatria não é um problema. É o problema”, define.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Cadastre seu email e receba nossas novidades