Últimas notícias

Jesus, o Homem sem pecado





"Porém (Jesus) em tudo foi tentado como nós, mas sem pecado"
Hebreus 4:15.

Podemos ver que Jesus era, sob todos os aspectos, como nós, exceto no pecado. Se quisermos analisar a verdadeira natureza de Jesus chegaremos à conclusão de que Ele tanto é Deus como foi homem.

Suponhamos que alguém tenha na mão uma moeda. Sabe que é uma moeda. Sabe também que essa moeda tem duas faces. Assim pode ser comparada a natureza de Jesus. A Sua natureza era uma só, mas esta única natureza possuía duas faces: o lado divino e o lado humano.

Ao estudarmos a natureza humana de Jesus tenhamos também em mente a Sua divindade.

JESUS ERA HOMEM

Consideremos agora o que a Bíblia nos diz sobre Jesus. Este estudo mostra-nos que Ele também era homem.
  1. Jesus nasceu de mulher tal como nós. Apesar de ter Deus como Seu Pai, foi concebido no ventre de Maria. Nasceu e cresceu como todas as outras crianças. (Gálatas 4:4).
  2. O corpo de Jesus era como o nosso. Sabemos isto pelas seguintes razões:
2.1. Ele cresceu até a idade adulta tal como acontece com todos os outros homens. (Lucas 2:52).

2.2. Ele sentiu fome e sede como todos os outros. (Mateus 4:2; João 19:28).

2.3. Jesus também sentiu cansaço como os outros homens. (João 4:6).

     3. Os sentimentos de Jesus eram como os nossos:

3.1. Ele sentiu um desgosto tão grande perante o espetáculo da morte dum amigo que chorou. (João 11:34-36).

3.2. Sentiu compaixão pelos sofrimentos alheios. (Mateus.9:35-36).

3.3. Sentiu tristeza e ira perante a natureza pecaminosa do homem. (Marcos 3:5)

COMO HOMEM, JESUS FOI TENTADO COMO NÓS

Leia Hebreus 4:14-15. Nesta passagem Jesus é chamado o nosso grande Sumo Sacerdote. Ele foi tentado, digamos, sob todos os pontos de vista como nós. Não devemos pensar que a única vez em que Jesus foi tentado foi quando Satanás se apresentou para tentá-lo depois de ter jejuado quarenta dias e quarenta noites. Jesus foi tentado muitas vezes e de várias maneiras.

Uma vez Satanás chegou mesmo a tentá-lo por meio de Simão Pedro, um dos discípulos. Quando Jesus disse aos discípulos que em breve devia sofrer e morrer Pedro repreendeu-o. Pedro disse a Jesus que tal coisa nunca deveria acontecer. Satanás estava usando Pedro para tentar Jesus a evitar sua própria morte na cruz. Se Satanás tivesse conseguido evitar que Jesus morresse na Cruz não teria havido salvação para a humanidade. Jesus compreendeu perfeitamente o que Satanás estava tentando fazer por meio de Pedro. Por essa razão Jesus disse a Pedro as palavras que se encontram no versículo 23. (Leia Mateus 16:21-23). Todos devemos compreender isto. Há ocasiões em que Satanás se serve dos nossos amigos para impedir-nos de fazer a vontade de Deus.

Há outra coisa que devemos saber acerca das tentações de Jesus. Recusou usar do Seu próprio poder a fim de atenuar as tentações. Quando teve fome foi tentado por Satanás a transformar as pedras em pães. Jesus tinha poder para fazer isto. Jesus recusou utilizar o Seu poder para vencer as tentações de Satanás. Por quê? Porque assim Ele não teria sido tentado como nós.

Não teria sido verdadeiramente o nosso substituto. Por exemplo, um homem que tenha roubado para comer podia tentar desculpar-se dizendo: "Sim, quando Jesus teve fome transformou as pedras em pães. Eu não posso fazer isso, mas satisfarei a minha fome, roubando.” Pelo fato de Jesus ter suportado as poderosas tentações de Satanás Ele também pode compadecer-se e compreender inteiramente as nossas tentações. Dar-nos-á também poder para resistir a Satanás, precisamente como Ele fez, se somente confiarmos Nele.

JESUS VIVEU UMA VIDA SEM PECADO

Leia as seguintes passagens das Escrituras:

Hebreus 4:15; II Coríntios 5:31; I Pedro 2:22. Este é o único particular pelo qual Jesus, como homem, foi diferente de toda a humanidade. Todos os homens pecam. Jesus não cometeu pecado. Muita gente não sabe que há duas maneiras pelas quais podemos pecar. A primeira é fazermos o que sabemos ser o mal. A Bíblia fala-nos de certas coisas que Deus não quer que façamos. Quando o homem recusa fazer a vontade de Deus e faz essas coisas está pecando contra Deus. Vemos, pois que é pecado fazer o que sabemos estar errado.

A segunda é não fazermos o que sabemos ser o certo. Deus diz-nos as coisas que devemos fazer. Quando deixamos de fazer essas coisas pecamos contra Deus, Em Tiago 4:17 lemos: "Aquele pois que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado".

Quando dizemos que Jesus viveu sem pecado queremos dizer que Ele jamais fez o que era errado aos olhos de Deus. Queremos também dizer que Ele sempre fez o que era reto aos olhos de Deus. Nunca fez o mal. Nunca deixou de fazer o bem.

A IMPORTÂNCIA DE JESUS COMO HOMEM SEM PECADO

Em II Coríntios 5:21 vemos que Jesus, que não conheceu pecado, se fez pecado por nós a fim de que Nele fôssemos feitos justiça de Deus. Se Jesus tivesse pecado não poderia ter morrido em lugar do homem pecador. Teria de sofrer o castigo do Seu próprio pecado.

Por exemplo, suponhamos que dois homens tenham cometido um assassinato. Foram julgados e considerados culpados. Então um dos homens diria ao juiz: "Senhor, permita que eu morra em lugar do meu amigo". Logo o juiz responderia: "Não. Ambos são culpados. Ele deve morrer pelo seu crime e tu deves morrer pelo teu." O culpado deve sofrer pela sua própria culpa.

Sendo um homem sem pecado, Jesus pôde sofrer em nosso lugar, por nossos pecados.

Este estudo faz parte de uma série de outros que estão contidos no livro "Quem é Jesus?" de Tom Small

Nenhum comentário