Últimas notícias

Conselhos de Jesus (Jo. 1:43)

"No dia seguinte quis Jesus ir à Galiléia, e achou a Filipe, e disse-lhe: Segue-me."
(João 1:43)



Mais uma semana se foi, e mais uma está às portas. Temos uma longa jornada pela frente, não podemos negar esta realidade, nossa vida é cheia de lutas, vitórias e até mesmo algumas derrotas, afinal de contas, não somos perfeitos, erramos muito nesta caminhada. Dentre os nossos erros está o de acharmos que podemos fazer de tudo e de forma solitária, o que não é verdade. Nossa vida precisa de um alicerce firme, pois sem ele, muitos acabam deprimidos e desistem de viver, pondo fim à própria vida, pensam sempre que Deus se esqueceu deles tendo a sensação de estarem sozinhos. Mas se sentem assim, é por que ainda não decidiram andar com Jesus, se assim fizermos, perceberemos que ele jamais nos deixará(Mat. 28:20b).

Com muita frequência no Evangelho de Mateus e João vemos que 'seguir' poderia significar'tornar-se discípulo', porque os discípulos mostrariam desta forma um profundo respeito pelo seu mestre, caminhando após ele. No Evangelho de João, o termo 'segue-me' tem uma significação muito profunda (10:4), significando íntima ligação e conhecimento daquele a quem se segue. E é isso que Jesus nos aconselha a fazer, segui-lo para que possamos ser íntimos dele, conhecendo a sua vontade, o seu amor inexplicável para que no final dessa jornada possamos herdar a verdadeira vida, a vida eterna, por meio da fé em seu nome.

Essa é a verdadeira natureza do cristianismo, seguir a Cristo. Seguirmos a Jesus, dedicarmo-nos a ele, ir após os seus passos. Este é o caminho certo, assim não erraremos o caminho da vida; do contrário, acabaremos em caminhos de morte (Prov. 16:25). Natanael fez a sua objeção quando foi convidado para ver o Mestre: "Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?" (Jo. 1:46). Quem quer tirar o máximo proveito da Palavra do Senhor deve evitar preconceitos contra denominações ou espaços humanos. Fazendo uso de tais atribuições, acabam deixando de fazer o mais importante, que é examinar a si mesmo, evitando assim, preconceitos irracionais recebidos no mundo. A melhor coisa a fazer não é viver longe da comunidade cristã sem ter comunhão, e sim analisá-la e eliminar falsas noções. Foi o que Natanael teve que fazer, pois recebeu como resposta à sua pergunta um sonoro "vem e vê" (Jo. 1:46b). Para seguirmos Jesus, precisamos ir ver quem ele é e o que ele pode nos proporcionar como Salvador nosso.

Natanael não era cheio de dolo ou hipócrita, tinha um caráter piedoso, o próprio Senhor Jesus reconhece isso (v. 47), mas mesmo sendo como Natanael, precisamos seguir Jesus para que possamos conhecer o filho de Deus e chegar à estatura do varão perfeito (Ef. 4:13). Por isso fazemos este singelo convite: Vem e vê, siga a Cristo.

Nenhum comentário