Últimas notícias

Muito prazer, meu nome é Ingrato!


Todos nós recebemos diariamente de Deus diversas bênçãos. Basta olharmos para nossa vida e ao nosso redor. É o que na teologia chamamos de graça comum. Isso significa que uma grande quantidade de bênçãos são derramadas sobre todos e não somente sobre os servos de Deus. É mais ou menos o que diz esse texto: “…porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos.” (Mt 5. 45).
muito-prazer-meu-nome-e-ingrato
Apesar de Deus agir dessa forma abençoadora, trazendo Sua graça comum sobre todos, infelizmente, Ele não recebe a gratidão de todos na mesma medida com que abençoa. Jesus experimentou isso quando realizou a cura de dez leprosos. Ele usou de grande graça para com todos eles:
“Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós! Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.” (Lc 17.12-14)
Da mesma forma que esses leprosos, todas as pessoas desse mundo recebem porções diárias da graça de Deus em suas vidas. E da mesma forma que eles, talvez o nível de gratidão que as pessoas demonstrem a Deus por tudo que recebem, seja o mesmo que foi visto entre esses leprosos, ou seja, um nível quase nulo:
“Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz, e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano. Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove? Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?” (Lc 17.15-18)
De dez leprosos apenas um voltou para agradecer. Creio que essa seja também a proporção que vemos no mundo. Lembrando que agradecer não é simplesmente dizer obrigado, antes, é demonstrar atitudes de gratidão que, no caso de Deus, são atitudes de obediência e fé que Ele requer de cada um de nós. Nesse sentido, poucos são os gratos e a maioria são os ingratos!
Além de observarmos que existe a ingratidão na vida das pessoas e que Deus é muito misericordioso, pois derrama Suas bênçãos mesmo em meio aos ingratos, devemos também observar que os gratos dão um passo além no seu relacionamento com Deus e colhem maiores bênçãos que os ingratos. Foi o que aconteceu com esse leproso cheio de gratidão que, além de ter sido curado, devido a sua atitude de fé e gratidão sincera diante de Jesus, recebeu algo a mais que os outros não receberam: a sua salvação.
“E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.” (Lc 17.19)
Como você é conhecido diante de Deus, como um grato ou como um ingrato?

Nenhum comentário