Últimas notícias

PECADINHO E PECADÃO





“Coais um mosquito e engolis um camelo” (Mateus 23:24)

Tanto o mosquito, quanto o camelo, eram consideradosIMUNDOS pela Lei judaica. A diferença entre os dois estava apenas no TAMANHO. Para um judeu, engolir um mosquito, ou comer um camelo, tinha o mesmo efeito espiritual: a contaminação.

Quando os fariseus (aqueles a quem Jesus censurou veemente por conta da hipocrisia), bebiam seus vinhos, tinham a meticulosa preocupação em preparar um pedaço de pano e coar o líquido, com o intuito de que nenhum pequeno mosquito, comprometesse a sua comunhão com Deus.

Todavia, por outro lado, enquanto se preocupavam coando insetos, acabavam por engolir os grandes camelos. Neste caso, os camelos eram os pecados grotescos, para os quais forçosamente faziam ‘vistas grossas’.

O que o Senhor Jesus quis dizer, é que não  importa o tamanho do pecado, mas a falta de honestidade para com Deus e consigo mesmo. Não deixe seus atos desmentirem suas palavras!

Fiquem com DEUS e a paz do senhor a todos.

Nenhum comentário