Últimas notícias

VERGONHA DE SER CRENTE!



Isso é uma das coisas mais comuns entre os adolescentes e jovens que dizem ser cristãos. A maioria só frequenta a igreja por ser obrigado pelos pais, mas suas vidas fora de casa e da igreja são totalmente diferentes do que seus pais imaginam. O fato de muitos participarem de algum grupo na igreja ou de andarem com uma bíblia de baixo do braço não afirma sua integridade cristã.
  A adolescência é a fase da vida onde as pessoas buscam adaptar-se integrarem-se a algum grupo de pessoas, e para um crente é muito difícil ser incluso nesses grupos, pois a maioria dos componentes não são crentes. Por não serem aceitos, ou por serem olhados de uma forma diferente, essas pessoas passam a omitir e a esconder que são crentes, principalmente na escola.
  Você, com certeza, já passou por isso, ou conhece alguém que é assim: as moças vão de calça para à escola, uma minoria das crentes vai de saia comportada, enquanto a grande maioria das moças evangélicas portam-se de minúsculas saias. Os meninos são mais descolados, brincalhões e fazem baderna, tudo isso para serem aceitos no meio dos ímpios. Mas, fazendo isso estão desobedecendo a palavra de Deus. Está escrito em Salmos 1.1: “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores".
  A principal característica de uma pessoa crente que não quer que os outros “descubram” que ela pertence a uma religião rigorosa (em parte, mas esse rigor todo é apenas para separar-nos do mal e de tudo quanto contamina o espírito). Quer ficar por dentro de tudo quanto acontece no meio deles, para ficar informado e, assim, poder se encaixar no "grupinho" sem maus olhares por parte dos demais integrantes. Todos esses crentes somente na igreja, têm em seus aparelhos reprodutores de músicas ou celulares, músicas mundanas, sabe por quê? Porque não desejam “correr o risco” de um colega pegar o celular e ir direto nos seus toques de músicas e tocar uma música gospel, porque seria uma verdadeira zuação com essa pessoa; seria chamada de padre, pastorzinho, as meninas seriam chamadas de freiras, irmãzinhas.
  Todo mundo já passou pelo momento em que na sala de aula o professor pergunta a religião do pessoal, mandando os que são crentes levantarem as mãos. A maioria nunca levanta, mas  por uma incrível coincidência você encontra a “patricinha”, ou o “palhaço” de sua sala na igreja, ajoelhado e orando com uma Bíblia ao seu lado, ele ou ela te olha com um olhar estranho, e quando se encontram na escola ele(a) te olha daquela forma: “Pronto! Agora vai contar para todos meus amigos”; essa cena pode ser engraçada, mas é a pura realidade de muitos jovens que sentem vergonha de dizer que nasceram num lar cristão.
Até mesmo negam saudar os irmãos com a Santa Paz do Senhor, só por estarem acompanhados de seus colegas, para não ser alvo de zuação, negando assim a Jesus. Em Mateus 10.33 está escrito: “Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus".
  Reconhecer a Cristo como Senhor de nossa vida abertamente diante das pessoas, até mesmo daqueles que se opõem a nossos caminhos e padrões, só nos traz benefícios. 
"Honrando ao teu Deus, você estará acelerando a chegada das bênçãos do SENHOR para você, em todas as áreas de sua vida".

Nenhum comentário