Últimas notícias

Casal processa Universal por cura que não veio




O casal Wenderson Reis da Silva e Paola Amália Souza (ambos na foto) recorreram à Justiça mineira contra a Igreja Universal do Reino de Deus porque se sentiram enganados. Eles revelaram que em 2009, doaram a igreja, durante a Fogueira Santa, um carro, joias e R$ 800 em espécies, para terem em troca uma cura divina para seu filho, hoje com 5 anos e que tem hidrocefalia. A cura não ocorreu.

Segundo revelaram seu filho, aos dois meses de idade contraiu hidrocefalia (acúmulo de líquido no cérebro), uma doença grave, mas que, seria curada, segundo eles, um pastor da Universal, por Deus, mas para isso eles precisavam participar da Fogueira Santa.

O casal, que o marido é mecânico e sua esposa dona de casa, moram na cidade de Nova Ponte, cidade do Triangulo Mineira e que fica a 178 km de Belo Horizonte.
Wenderson revelou que ficou decepcionado porque, além de não ter havido o milagre, o menino piorou – teve meningite cinco vezes e paralisia cerebral.
Hoje, a vida do casal está mais difícil. Paola afirmou que, se o casal ainda tivesse o carro, não precisaria agora pagar táxi. “Fomos enganados.”
Na quinta-feira (28), houve a primeira audiência entre o casal e representantes da Universal. O casal reivindica a devolução das doações e uma indenização por danos morais.
Os advogados da Universal não falaram à imprensa sobre a versão da igreja e o pastor que teria garantido a cura divina desapareceu da cidade.

Fonte: MegaMinas.

Nenhum comentário